Quanto custa alugar um carro?

Seja para viajar a lazer, trabalho ou apenas por questão de economia, alugar um carro acaba sendo essencial quando você não quer utilizar o seu próprio veículo.

Mas, a burocracia acaba gerando dúvidas em como fazer isso, bem como as regras de utilização e os valores a serem pagos.

Se antes o consumidor ficava refém das locadoras tradicionais, que cobram valores altos na hora de retirar o automóvel, hoje, há o que comemorar: graças às novas empresas conhecidas como startups, que revolucionaram o mercado e trouxeram facilidade e preço justo aos clientes.

Avaliar as suas necessidades e pesquisar pela empresa com o melhor custo benefício devem ser analisados antes de procurar a locadora.

Além dos motoristas por aplicativos, o aluguel de carro também é comum para quem viaja para o exterior e outros estados brasileiros.

Fazer uma viagem com o seu próprio veículo requer manutenções e medidas preventivas para não ocorrer de ficar parado no meio da rodovia – o que mexe no orçamento do motorista.

Já em questão de conforto, um destino longe pode ser cansativo para o condutor e seus passageiros, por isso, ter a opção de escolher um carro automático e mais confortável pode ser vantajoso nessas horas.

A seguir explicamos tudo o que você precisa saber sobre aluguel de carro.

Quais os requisitos para alugar um carro

Para concluir um aluguel, as empresas fazem algumas exigências, por isso, incluímos abaixo as regras mais comuns entre elas.

A maioria das locadoras só oferece veículos para maiores de 21 anos. Uma taxa extra pode ser cobrada para os clientes com idade entre 18 e 20 anos.

O tempo de CNH (Carteira Nacional de Habilitação) é outra condição. O cliente deverá ter, no mínimo, dois anos de habilitação, consequentemente, não será viável alugar com Permissão Para Dirigir.

Com receio de inadimplência do cliente, a maioria das empresas de aluguel exige cartão de crédito. Dependendo da locadora, o pagamento deve ser feito por outra pessoa que não irá dirigir o veículo, ou seja, ela contribuirá apenas financeiramente.

Essa modalidade de pagamento, conhecida como caução, serve também para garantir possíveis gastos sinistros. O valor varia de acordo com a companhia, ficando, em média: R$ 500 a R$ 800.

O valor da caução fica bloqueado até a devolução do carro. O tempo de estorno também varia.

Algumas delas, em especial as startups, não cobram caução.

Para alugar, você precisa apresentar RG, CPF e Carteira Nacional de Habilitação permanente.

Quanto custa alugar um carro

Embora haja pacotes personalizados, como o aluguel mensal de carro, boa parte das locadoras trabalha com diárias.

No momento se alugar, o usuário pagará pelos dias equivalentes que ficará com o automóvel, isto é, 24 horas. Se você retirá-lo às 14h, deverá entregar às 14h do dia agendado para devolução.

Algumas empresas podem estender esse horário sem custo adicional.

Mas, atenção, passar do prazo de entrega acarreta pagamento de taxas pelo atraso.

Optando pelo método diário, o preço varia de acordo com os dias em que você ficar com o carro e o modelo de escolha. Lembrando que é possível obter modelos populares e luxuosos.

Fizemos algumas simulações nas principais locadoras do Brasil com KM Livre.

Confira o resultado:

Localiza Hertz: simulamos 7 dias com um Fiat Uno 1.0 (duas portas). Retirada e devolução em São Paulo: valor total previsto R$ 671,26.

Fizemos a mesma simulação do Uno, mas, desta vez, com um Volvo XC 16V Turbo (ar condicionado, direção elétrica, 4 portas): valor total previsto R$ 2.099,32

Unidas: selecionamos 7 dias no Ceará, retirada e devolução, com Renault KWID 1.0 (ar condicionado, transmissão manual, direção hidráulica): valor total previsto R$ 283,50.

Se escolher um Fiat Toro 1.8 (ar condicionado, direção hidráulica, transmissão automática): valor total previsto R$ 608,77.

Movida: simulamos 7 dias com Hyundai HB20S (ar condicionado, 4 portas). Retirada e devolução no aeroporto do Galeão – Rio de Janeiro: valor total previsto: R$ 267,82.

A mesma configuração acima com um Mercedes-Benz GLA 200 automático: valor total previsto R$ 1.193,71

Avis: 7 dias em Porto Alegre com um Nissan Versa (ar condicionado, direção hidráulica): valor total previsto R$ 979,62.

Caso escolha um Chevrolet Ônix (ar condicionado, direção hidráulica): valor total previsto R$ 635,00.

Avaliamos também as startups que entregam alguns benefícios:

Vai.Car: possibilita aluguel via site e aplicativo, mas não atende todas as regiões. A empresa trabalha apenas com pacotes mensais (30 dias). Simulamos um Hyundai HB20 em São Paulo: valor total previsto R$1.499,00.

Zazcar: permite encontrar carro perto de você via app. A empresa trabalha com pacotes de 12h, 24h, 48h e livre. Para o pacote livre é cobrado: R$ 10,00 a hora + R$ 0,90/km. Não informa os modelos disponíveis.

Turbi: possibilita aluguel via aplicativo. Calculamos uma viagem de 7 dias com um Nissan Kicks: valor total previsto R$ 2.572,00.

As simulações foram realizadas pela nossa reportagem em março de 2019. Não foi incluso opcionais como bebê conforto, multimídia (wi-fi, GPS, música), dentre outros adicionais.

Alugar carro: existe limite de quilometragem?

Esse é outro ponto a ser avaliado nas locadoras tradicionais. É sempre aconselhável verificar com antecedência se você pretende fazer percursos longos com o carro alugado, por exemplo, ir até outra cidade.

As empresas trabalham com duas modalidades: quilometragem livre e limitada -, que influenciam no valor total.

Se você não vai rodar muito, a quilometragem limitada poderá ser vantajosa, principalmente pelo preço, que fica mais em conta.

Agora, se pretende percorrer longas distâncias sem ter problemas com o limitador da locadora, o indicado é optar pela quilometragem livre, porém, o valor total da diária será maior.

Tome cuidado para não ultrapassar a quilometragem estabelecida na limitada, senão o cliente terá que pagar por cada quilômetro rodado.

Outras pessoas poderão dirigir o carro que eu alugar?

Até pode, porém, deve ser acertado diretamente com a locadora no momento da assinatura do contrato. Geralmente elas costumam estabelecer uma quantidade de pessoas que podem trafegar com o veículo.

O número pode ou não interferir no valor final da diária.

Todos os adicionais deverão ser aprovados e identificados em contrato. Se o outro usuário tiver menos de 21 anos e menos de dois anos de Carteira Nacional de Habilitação, a locadora poderá solicitar o pagamento de uma taxa.

Além disso, a maioria das empresas oferece serviços adicionais como: seguro contra terceiro, cadeira de bebê, aparelho GPS, Wi-Fi e outros. Todos esses itens e serviços extras são pagos e as locadoras cobram pela diária.

Por exemplo, se escolher um aparelho GPS de R$ 20 a diária, em 7 dias com o carro, você pagará um total de: R$ 140.

 

Fonte: Notícias Automotiva

Translate »
WhatsApp chat