Movida busca nichos com elétrico Nissan Leaf

São Paulo — A Movida iniciará sua operação comercial com o modelo elétrico Nissan Leaf na primeira semana de dezembro. Ao ofertar o modelo em seu portfólio busca abrir novo espaço no mercado de locação com um veículo que, segundo a empresa, atrai clientes atentos às questões ambientais e, também, econômicas.

“Como empresa de mobilidade precisamos estar atentos a estas questões e ter uma oferta que acompanha a demanda”, disse Jamyl Jarrus, seu diretor comercial e de marketing. “Hoje o mercado está consolidado em alguns segmentos e devemos procurar amadurecer outros, como estamos fazendo agora junto àqueles que pretendem reduzir emissões ou reduzir custos operacionais.”

As pretensões da empresa indicam que há certa demanda por veículos elétricos na modalidade de locação em nichos específicos. Espera-se, a princípio, a adesão de contratos de pessoas jurídicas, empresas que possuem metas de redução de emissões para atingir. Do lado das pessoas físicas a expectativa é a de que os early adopters, ou os primeiros interessados em novas tecnologias, tornem viável o uso do veículo por mais pessoas.

No modelo de negócio do Nissan Leaf a diária do aluguel parte de R$ 200,00 para pessoas físicas e empresas, com o valor sujeito a alterações dependendo da aplicação e da duração dos contratos. O executivo da Movida contou que na primeira semana de dezembro as cinquenta unidades compradas pela locadora já devem estar em lojas em São Paulo e no Rio de Janeiro.

“Tínhamos como prazo o fim de novembro para começar a explorar o serviço, mas houve atraso no processo de importação”, disse Jarrus. “O modelo é produzido na fábrica da Nissan instalada em Sunderland, Inglaterra, e é vendido no Brasil desde agosto de 2019.”

À época do lançamento o clima na montadora era de cautela a respeito de sua recepção no mercado brasileiro, que se mostrava sem reações naquele momento. Mesmo clima de cautela também é visto na Movida neste momento, pois a locadora encara a oportunidade como uma espécie de teste comportamental nas duas maiores cidades do País.

“A distribuição da frota será feita em maior parte em São Paulo, em uma proporção 60%-40%. Mapeamos locais específicos onde são maiores as possibilidades de estar próximo do consumidor de veículos elétricos, como aeroportos e centros empresariais, mas de qualquer forma o Leaf entra na oferta regular da locadora e sua locação está disponível para qualquer tipo de consumidor.”

A aquisição das cinquenta unidades de Leaf, contou o executivo, envolveu também contrato de exclusividade: apenas a Movida poderá explorar o veículo no mercado de locação até 2021.

Fonte: https://www.autodata.com.br/noticias/2020/11/23/movida-busca-nichos-com-eletrico-nissan-leaf/32512/

Translate »
WhatsApp chat