No Paraná, locadoras aguardam até 180 dias pela entrega de carros Zero

ABLA, associação que reúne as locadoras, vê oportunidade de retomada mas aponta que empresas do setor estão com dificuldades para receber veículos novos

A pandemia segue trazendo impactos no processo de renovação de frotas das empresas de aluguel de automóveis no Paraná. Conforme a Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis (ABLA), os preços dos veículos Zero km estão em alta e, como agravante, “as entregas dos carros adquiridos estão levando de 90 até 120 dias”, aponta o diretor da entidade no estado, Cláudio Rigolino.

A expectativa, conforme a associação, é que a regularização na produção, venda e entrega de veículos por parte das montadoras e concessionárias somente ocorra no primeiro trimestre de 2021.

“Está difícil alinhar o setor ao embalo da retomada da economia, na medida em que as locadoras ainda não estão tendo a segurança de contar com o seu principal produto, que são os carros novos”, avalia Rigolino. “Se a locadora fecha hoje um contrato para alugar uma frota inteira a uma empresa, ou mesmo se ganha licitações para atender órgãos públicos, ela precisa dos veículos o quanto antes para viabilizar esses negócios”.

Cláudio Rigolino, diretor regional da ABLA no Paraná
Cláudio Rigolino, diretor regional da ABLA no Paraná

Mesmo após a paralização em larga escala da locação de carros para turistas e para motoristas de aplicativos, em abril e maio, agora as locadoras do Paraná já conseguem ver evolução e tendência de retomada do aluguel no estado. “Está em curso uma mudança de comportamento no público que busca a locação”, diz Rigolino. “A procura já cresceu para viagens de curta e de média distância, dentro do Paraná, ou para destinos em estados vizinhos”.

O diretor da ABLA no Paraná ainda pontua que a demanda de motoristas de aplicativos por carros alugados estará, até o final do ano, novamente nos mesmos patamares verificados antes da pandemia. “E ainda há o aluguel de veículos para empresas do agronegócio, que representam quase 35% do PIB paranaense e que sofreram menos impactos com a pandemia”, acrescenta Rigolino.

De acordo com o Anuário Brasileiro do Setor de Locação de Veículos, organizado pela ABLA e com informações da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), em 2019 as 414 locadoras do Paraná emplacaram 20.312 automóveis e comerciais leves, resultando numa frota total de 42.086 veículos e gerando 3.112 empregos diretos em todo o estado.

FONTE: ABLA

Translate »
WhatsApp chat