Ford diz ter liquidez para operar ‘ao menos’ até fim de setembro

Paralisação atinge quase todas as 65 fábricas do país; algumas só retornarão em junho

Nova York, 13 Abr 2020 (AFP) – O gigante americano do setor automotivo Ford, que mantém suas fábricas na América do Norte e na Europa fechadas para conter a propagação da COVID-19, afirmou nesta segunda-feira (13) que tem liquidez suficiente para operar “ao menos” até o fim de setembro.

“Acreditamos que temos dinheiro suficiente para operar pelo menos até o fim do terceiro trimestre”, disse o diretor financeiro da empresa, Tim Stone, em um comunicado.

Na mesma nota, Stone informou sobre a possível recuperação na produção de automóveis durante o segundo trimestre em curso.

Em 9 de abril, a reserva do fabricante americano chegava a 30 bilhões de dólares, dos quais mais da metade é de duas linhas de crédito usadas em tempos de emergência.

No início deste mês, a Ford anunciou que teve uma queda de 12,5% de suas vendas no primeiro trimestre nos Estados Unidos. O recuo decorreu do impacto da crise econômica gerada pela pandemia do novo coronavírus.

A multinacional com sede em Dearborn, Michigan, emprega cerca de 190.000 pessoas no mundo todo, segundo a empresa.

No México, onde opera desde 1925, a Ford tem plantas nas cidades de Hermosillo, Cuautitlán e Chihuahua, além de seus escritórios na capital, Cidade do México.

Ford, General Motors e Fiat Chrysler são conhecidas como as “três grandes” de Detroit, berço da indústria automotiva nos Estados Unidos.

Os fabricantes americanos fecharam suas unidades nos Estados Unidos, no Canadá e no México e estão recorrendo a seus estoques para vender para compradores afetados por um enfraquecimento do mercado de trabalho.

FONTE: UOL

Translate »
WhatsApp chat