Pela primeira vez, um modelo popular recebe nota máxima em teste de impacto

Apesar de o lançamento estar previsto para o próximo mês, o Up! já foi submetido ao teste de colisão frontal e lateral promovido pelo Latin NCAP (Programa de Avaliação de Carros Novos da América Latina). O futuro compacto 1.0 da Volkswagen recebeu classificação máxima cinco estrelas para adultos e quatro estrelas para crianças.
O resultado é o melhor já registrado por um hatch nacional de entrada. Na rodada de teste anterior, divulgado em novembro do ano passado, os carros à venda no país que receberam a pontuação máxima para a segurança de adultos no banco dianteiro foram as versões mais sofisticadas do Ford EcoSport (fabricado no Brasil), do Ford Focus (Argentina) e do VW Jetta (México).
Segundo a Volks, o bom resultado do Up! no crash-test é consequência da sua estrutura reforçada, que usa diferentes combinação de aços conforme a região da carroceria, incluindo ligas de alta resistência. O modelo também oferecerá de série sistemas de ancoragem para fixação de cadeirinhas infantis e indicador visual e sonoro de desafivelamento dos cintos de segurança dianteiros, que contam pontos na avaliação final.
O Latin NCAP também avaliou o Renault Clio. O carro, que é feito na argentina, apresentou evolução e conseguiu classificação de três estrelas para adultos. No teste anterior, divulgado em julho do ano passado, o veículo obteve a classificação de zero estrela para a segurança de ocupantes dianteiros. A nota uma estrela para a proteção de crianças no banco traseiro se mante a mesma.
Devido ao decepcionante resultado, a montadora aprimorou o compacto, acrescentando airbags e reforçando a porta do motorista.
Para Alejandro Furas, diretor técnico do Global NCAP, a ação realizada pela Renault comprova a efetividade do programa para incrementar os níveis de segurança nos veículos à venda na região.
No teste de colisão frontal, o veículo bate 40% da dianteira contra uma barreira deformável a 64 km/h. O carro é avaliado com quatro passageiros, sendo dois bonecos “adultos” na frente, mais dois caracterízados como criança de diferentes idades no banco de trás.
Introduzido no ano passado, o teste de impacto lateral é baseado na regulação da ONU (Organização das Nações Unidas). O automóvel recebe uma batida lateral por meio de uma barreira deformável montada em um veículo padronizado de 850 kg que se desloca a 50km/h. O condutor é o único a bordo nessa simulação.
O Latin NCAP já testou aproximadamente 30 modelos à venda no país desde 2010, quando foi criado.
Por Felipe Nóbrega, da Folha.

Translate »