Com fábrica quase completa, BMW planeja mais novidades para 2015

Planta de Araquari, SC, passará a fazer soldagem e pintura em setembro.
Série 1 e X1 renovados devem chegar, importados, ainda este ano.

André PaixãoDo G1, em Indaiatuba (SP)

Novo BMW X1 (Foto: Divulgação)
Novo BMW X1 (Foto: Divulgação)

A mais recente novidade da BMW no Brasil é o X6 M, que acaba de chegar, reestilizado, por R$ 529.950. São 575 cavalos no motor V8 4.4 turbo, capazes de levar o SUV de 2.265 kg aos 100 km/h, partindo da imobilidade, em apenas 4,2 segundos.
O esportivo, porém, não é o último nem o mais importante modelo que a marca lança no Brasil em 2015. A montadora alemã terá, pelo menos, outros dois lançamentos até dezembro, e outros dois já confirmados para o ano que vem.
Antes disso, no fim de setembro, a fábrica de Araquari (SC), inaugurada há quase 1 ano, vai começar a fazer montagem de carroceria (soldagem) e pintura. Isso representa uma área extra de 44 mil m² entrando em funcionamento, e a capacidade máxima de 32 mil veículos ao ano alcançada 12 meses após o local ser aberto. Até então, os modelos lá produzidos, Série 1, Série 3, X1 e X3, eram trazidos da Europa e apenas montados na fábrica.

Novo BMW Série 1 (Foto: Divulgação)
Novo BMW Série 1 (Foto: Divulgação)

Novidades para 2015
Na linha de veículos, no fim deste ano devem chegar os novos Série 1 e X1, ambos importados. O hatch foi mostrado no Salão de Genebra, em março, enquanto o X1 foi apresentado no início de junho, na Europa.
Como os dois modelos já são montados no Brasil nas versões atuais, isso significa que a fábrica terá a primeira troca de modelos. A produção local deve começar entre março e abril do ano que vem. O próprio X1 há tempos tem sido flagrado em testes pelas ruas de São Paulo.
Outros modelos importados
No primeiro trimestre de 2016 é a vez de o sedã executivo Série 7 desembarcar no país. Ele traz o que a BMW tem desenvolvido de mais moderno, como o estacionamento automático por controle remoto na chave, central multimídia comandada por gestos das mãos e faróis a laser.
Outra novidade será o M2, a versão mais esportiva do pequeno cupê da marca, derivado do Série 1. A apresentação deve acontecer em outubro. Até então, a opção mais potente do Série 2 é a versão M235, que tem motor 3.0 de seis cilindros em linha com 326 cv. Isso significa que a opção M2 deve ser ainda mais potente.
Expansão para outras cidades
Com fábrica estabelecida e rede consolidada nas principais capitais do país, a BMW agora ruma para expandir a marca em capitais menores e cidades do interior. “Nas cidades onde a marca não é tão conhecida, nosso foco para os novos concessionários é o treinamento em pós-vendas”, afirmou Martin Fritsches, diretor de vendas da BMW do Brasil.
Até o final do ano, as cidades de Novo Hamburgo, Teresina, Porto Velho, Piracicaba, Sinop, Anápolis e Dourados, nesta ordem, ganharão concessionários da marca. Em comum, o fato de a loja ser a primeira nessas localidades.
A iniciativa busca ajudar a marca manter o crescimento de 6% registrado em julho, na comparação com o ano passado. Até agora, já foram vendidas 8.669 unidades no país, contra 8.174 no mesmo período do ano passado.

BMW Série 7 (Foto: Divulgação)
BMW Série 7 (Foto: Divulgação)
Translate »