Yes Aluguel de Carros inicia operações em São Paulo

A Yes, uma das quatro maiores redes de locação de veículos do País, conta agora com uma loja franqueada na capital paulista, na Rua da Consolação – polo que concentra empresas do segmento.
A Yes Aluguel de Carros, uma das quatro maiores redes de locação de veículos do País, já está em atividade em São Paulo (SP). A loja da Yes está instalada na Rua da Consolação, 323 – loja 28, em uma região que é considerada o “polo” das locadoras de automóveis na capital paulista. A agência já atende à demanda local, às reservas feitas em outras cidades e projeta expandir sua estrutura e setores de atendimento.
Assim como as mais de 90 lojas da Yes distribuídas pelo Brasil, a unidade de São Paulo é uma franquia. Segundo Eladio Paniagua Jr., franqueado da rede na capital, a abertura da agência sob a marca Yes tem como objetivo atender de forma mais completa às demandas dos clientes. “A integração à rede nos possibilita atender àqueles que querem fazer reservas em outras cidades e aos pedidos dos clientes de outras localidades que querem alugar aqui, além das solicitações locais”, explica. “Temos condição de aumentar muito as locações para a rede”, acrescenta.
Paniagua destaca o potencial do mercado paulistano para a locação de veículos como outro fator importante para justificar o lançamento da Rede Yes. “São Paulo recebe feiras de negócios, shows e eventos dos mais variados tipos todos os dias, ou seja, é uma ‘cidade onde tudo acontece’ e que atrai um público sempre expressivo. E esse movimento certamente tem reflexos na procura por carros alugados”, comenta.
Inicialmente, a loja tem atendido às solicitações feitas por clientes pessoa física. Mas já existem planos para estender o atendimento a empresas, para propor a terceirização de frotas como uma solução mais vantajosa para esse perfil de cliente.
Eladio afirma ainda que a receptividade positiva à marca Yes é outra característica marcante no início das operações em São Paulo. “Clientes que já alugavam com a rede em outras regiões do País têm se mostrado surpresos e satisfeitos em saber que agora podem ser atendidos também na capital”, conclui.
Por Rita Aizenstein Furman, do Segs.

Translate »