Terceirização de Frotas | Conheça esta Oportunidade de Investimento

A Terceirização de Frotas

Terceirização

O negócio de terceirização de frotas no Brasil teve início na década de 80, por meio da iniciativa de algumas locadoras de carros, que começaram a oferecer a opção de terceirização de frotas para empresas, atividade que já estava se desenvolvendo nos mercados norte-americano e europeu. Este segmento de negócio teve, porém, o seu impulso no Brasil no final da década de 90, com o desenvolvimento da economia brasileira e do próprio mercado mundial de terceirização de frotas.

A terceirização de frotas apresenta características de um negócio de atacado, com centralização de atividades em uma unidade central, que gerencia os contratos e os veículos distribuídos por todo o território do Brasil. O negócio de terceirização de frotas não exige elevada disponibilidade de pessoal, podendo operar com custos fixos baixos, dada a possibilidade de terceirizar os serviços de apoio e manutenção necessários para a gestão da frota. Este tipo de operação permite escalabilidade e um volume elevado de negócios, que com o uso intensivo de tecnologia, leva a um reduzido custo fixo.

A terceirização de frotas tem uma base de clientes mais concentrada que o segmento de locação de carros, operando basicamente com empresas. Por essa razão, este segmento de negócio não está tão exposto à variação sazonal de negócios. Nos contratos de terceirização de frotas, tipicamente, os preços são ajustados de acordo com índices fixados nos respectivos contratos, estabelecidos entre as locadoras de frota e o respectivo cliente, e que variam em função de uma série de fatores, tais como o preço de aquisição dos veículos, depreciação, despesas financeiras e de manutenção, tipo de uso, tamanho e perfil da frota e responsabilidades assumidas pelo cliente.

O efeito do crescimento do PIB não é tão relevante neste segmento de negócio, como o é no segmento de locação de carros. A terceirização permite a redução de custos em relação a uma frota própria e a desmobilização de capital, pelo que poderá existir demanda por serviços deste segmento não só em períodos de expansão econômica, mas também em períodos de maior instabilidade econômica.

O segmento de terceirização de frotas exige investimento intensivo de capital e a renovação periódica da frota usada. A venda dos carros usados pode ser feita tanto no varejo como no atacado.

Fonte: Unidas

Paulo Henrique é especialista em locadoras de veículos e sócio da  20 anos e associado à STUDIO FISCAL  StudioFiscal  consultoria especializada na recuperação de impostos.

Translate »