Tão perto do "caos automobilístico", Localiza ultrapassa crise e sobe 40% na Bolsa

Companhia surpreendeu positivamente no primeiro trimestre e pode estar em um momento de virada após bater a sua mínima em janeiro.
 

SÃO PAULO – Não precisa ser um profundo conhecedor do assunto para perceber que o setor automobilístico é um dos mais afetados pela atual crise brasileira – as trágicas manchetes jornalísticas já são por si só ótimas professoras de economia nesse caso. Mas o que pode te surpreender é que uma empresa que atua tão perto deste “furacão” aparece como um dos principais destaques positivos da Bolsa em 2016. Estamos falando da Localiza (RENT3).

 

Famosa pela atuação na locação e venda de seminovos, a companhia tem conseguido driblar a crise do País pela sua presença na gestão de frotas, explicam os analistas. Nesta modalidade, empresas contratam a Localiza para que ela faça todo o controle de transporte de funcionários e outras necessidades de locomoção. E em períodos difíceis como o atual, muitas empresas têm decidido “terceirizar” essa área de transportes, como forma de reduzir custos e poder focar no seu “core business”. Atualmente cerca de 50% da receita da Localiza vem dessa gestão.

 

Isso, somado à gestão sempre focada em resultados que a Localiza acostumou-se a trazer aos acionistas, ajuda a explicar a valorização de 41,54% das ações RENT3 na Bolsa em 2016 (até o fechamento de 22 de junho), sendo a 9ª maior alta do Ibovespa no período – o índice de ações, aliás, subiu 15,70% nestes quase 6 meses. O analista Shin Lai, da Upside lnvestor, destacou no programa Comprar ou Vender, da InfoMoneyTV, a gestão competente da família Mattar frente à Localiza, cujo interesse se alinha com dos acionistas minoritários. “Costumo dizer que comprar uma ação de uma empresa familiar como essa a um preço baixo é um dos melhores negócios do mundo”, disse Shin.

 

Em 1 mês, recuperou 9 meses de queda

 

Apesar dessa “blindagem”, o mercado demorou para digerir o bom desempenho da Localiza em momentos de crise. Em abril 2015, as ações, que eram negociadas perto de R$ 38,00, despencaram para R$ 20,00 em janeiro deste ano. Mas após a apresentação dos resultados do 4º de 2015 ao mercado, a empresa recuperou rapidamente esse valor de mercado, voltando a negociar perto dos R$ 37 na metade de maio. No pregão de 22 de junho, os ativos RENT3 fecharam na Bolsa valendo R$ 34,70 cada.

 

Para o analista Sarni Karlik. da Votorantim Corretora, a companhia tem uma grande capacidade de flexibilização do seu negócio, podendo alterar seu modelo conforme a situação do mercado. Karlik chama a Localiza de “ação premium” e ressalta o fato da companhia apresentar sempre um guidance focado no resultado. Para completar a lista de bons fatores, ele destaca ainda o efeito da Selic nos negócios da empresa. “A expectativa de queda do juros com o novo governo tem sido um ótimo gatilho para as ações, já que a empresa tem boa parte de suas dívidas em COI”, explica.

 

Os analistas que acompanham a Localiza ainda mantêm recomendações neutras para o papel, vendo alguns riscos por conta da concorrência e da capacidade da companhia em conseguir manter um bom desempenho diante da economia mais fraca. Porém a gestão da empresa tem entregue um ótimo resultado e deixando os especialistas empolgados, com a queda de juros podendo ser o “gatilho” que faltava para a companhia seguir em alta.

 

Confia o que dizem os analistas sobre a Localiza:
Sem título
Translate »