Também as franquias procuram ampliar seu espaço

30/05/2009 - Localiza - Localiza Rent a Car. Foto: Divulgação -----

 
Entre 14 empresas analisadas, o melhor desempenho foi o da locadora de veículos Localiza, com um índice médio de 9,4%
Não só as multinacionais, mas também as franquias estão ampliando sua presença no exterior. A Fundação Dom Cabral (FDC) elencou as dez com maior índice de internacionalização, de um total de 14 empresas avaliadas. O índice é elaborado com base em dados sobre unidades franqueadas, receita de royalties, taxas e de venda de produtos franqueados no exterior em relação ao desempenho total dos respectivos dados. A franquia com maior índice de internacionalização no ano passado foi a locadora de veículos Localiza, com um índice médio de 9,4%. A segunda franquia foi a Mundo Verde, com 3,6% e a terceira, a DepylAction. A Localiza obteve o maior índice de unidades franqueadas, de 24,9%, e presença em mais países, 8, com 64 agências franqueadas – 26 delas na Argentina e 13 na Colômbia. A empresa também está na Bolívia, Chile, Equador, Paraguai, Peru e Uruguai. No Brasil, contabiliza 470 agências.
Mônica Bono, gerente de comunicação de franchising da Localiza,diz que o processo de internacionalização começou em 1994 com a primeira unidade inaugurada na Argentina. “Embora sejamos países vizinhos, há diferenças culturais e políticas. A Localiza tem um respeito grande pelo que cada país ensina. Chegamos de maneira suave e aprendemos com cada operação”, afirmou.
A executiva a empresa enfrenta concorrência forte lá fora, mas as grandes marcas internacionais de locadoras de automóveis na América Latina têm foco no atendimento de seus públicos de origem, como o americano e o europeu. “Assim, acabam não tendo um desenvolvimento grande de mercado. Temos uma estratégia de crescimento horizontal e vertical e queremos liderar em economias relevantes. No continente latino-americano somos líderes”, disse.
Ela lembrou que a empresa tem processos muito definidos e consegue manter o padrão de qualidade nas unidades franqueadas no exterior, o que também colabora para a expansão fora do País.
Com a divisão de franchising há mais de três décadas, a empresa mais cresceu em momentos de crise. “A companhia surgiu no Brasil em 1963, em plena crise de petróleo. Então, o que observamos, é que em momentos de crise, as empresas deixam de manter frotas próprias de veículos para enxugar custos e otimizar operações. Os clientes corporativos optam por terceirizar. E somos acionados para isso”, comenta, ao responder sobre a oportunidade decrescimento mesmo em períodos de turbulência no exterior.
 
Fonte: Portal do Franchinsing

Translate »