Sempre uma boa opção Esperando por você

estrada
A cada minuto e meio um novo carro é adquirido por uma locadora

Na última década, em especial até 2013, o setor de aluguel de carros no Brasil viveu um expressivo crescimento, acima de dois dígitos. O resultado positivo vem se mantendo –em menor escala –mesmo em tempos de crise econômica, como a que o país atravessa.
Em 2015, segundo dados divulgados pela Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis (ABLA), o número de empresas atuando no setor de locação chegou a 7.455 e a frota de veículos, a 853.217. Juntas, elas faturaram R$ 16,2 bilhões no ano –em 2014 o faturamento foi de R$ 14,7 bilhões. O setor foi responsável pela geração e manutenção de 472.113 empregos diretos e indiretos.
O presidente do Conselho Nacional da Associação, Paulo Nemer, explica que o setor segue como o maior cliente das montadoras no Brasil. “A cada 90 segundos um carro é adquirido por uma locadora. Dos 2,4 milhões de automóveis e comerciais leves licenciados no ano passado nopaís, 338 mil foram comprados por empresas do setor”, diz Nemer. A maior parte foi de modelos da Fiat (16,4%), seguida pela Renault (11,9%), Volkswagen (10,5%), Ford (7,9%), GM (6,9%) e Nissan (2,1%).
Para Nemer, a explicação para o bom desempenho do setor passa por um conjunto de fatores. “O brasileiro não tinha, até pouco tempo atrás, a cultura de aluguel de carro, assim como os americanos já tinham fortemente. Mas isso mudou e uma das razões é que a locação no país ficou mais barata, possibilitando o acesso de pessoas das classes C e D a esse tipo de serviço. Outro ponto é que o processo ficou mais simples. Hoje, com um cartão de crédito, é possível alugar um veículo e sair dirigindo em menos de dez minutos. É tudo muito simples, prático e eficaz”, ressalta.
RAIO-X DO SETOR DE LOCAÇÃO EM 2015
Faturamento
R$ 16,2 bilhões
7.455 empresas atuantes
853.217 veículos na frota
21% destinados a locações para turismo de negócios
23% viagens de lazer e férias
56% terceirização de frotas
O brasileiro não tinha, até pouco tempo atrás, a cultura de aluguel de carro, assim como os americanos tinham fortemente. Mas isso mudou e uma das razões é que a locação no país ficou mais barata”
paulo_nemer3-259x300
Paulo Nemer, presidente do Conselho Nacional da ABLA
Fonte: Folha de São Paulo – Impresso Flip

Translate »