Polícia investiga golpes de até R$ 1 milhão contra locadoras de veículos

Segundo delegada, quadrilha interestadual utilizava documentos falsos ou verdadeiros, alugava carros em empresas na área do aeroporto e não devolvia.

recife aeroporto

Aeroporto Internacional do Recife, na Zona Sul (Foto: Arquivo G1)

A polícia Civil de Pernambuco investiga golpes aplicados por uma quadrilha interestadual contra locadoras de veículos instaladas no entorno do Aeroporto Internacional do Recife/Gilberto Freyre, na Zona Sul da capital. De acordo com a delegada do Turista, Verônica Azevedo, os crimes podem representar um prejuízo de até R$ 1 milhão.

O golpe, de acordo com a polícia, consiste na apresentação de documentos, falsos ou até mesmo verdadeiros, e retirada irregular dos veículos. Os carros não são devolvidos no prazo estabelecido. As empresas tentam localizar os locadores, mas não conseguem acesso nem por telefone nem por e-mail ou redes sociais.

Quando a locação é feita com documento falso, isso significa que os suspeitos praticaram furto mediante fraude. Assim, como o locador pega o carro e não devolve no prazo, o veículo passa a ser considerado furtado.

Na relação de veículos alugados pelos golpistas estão carros básicos, utilitários e até caminhonete de luxo. “Foi configurado esse tipo de crime contra quatro locadoras do Recife. Acredito que a proximidade do aeroporto é um fator importante. O fluxo de turistas é grande e nem sempre as empresas conseguem fazer o cadastramento necessário e tomar as medidas de segurança”, observa Verônica Azevedo.

A Delegacia do Turista começou a investigar os casos de furto mediante fraude há seis meses. Até agora, foi possível estabelecer a participação de duas pessoas. Entretanto, a policial acredita que o grupo tem mais integrantes.

Segundo ela, já foram rastreadas habilitações e identidades falsas de outros estados, como Rio de Janeiro e São Paulo. “O grupo pode ser bem maior, com dez ou mais integrantes. Identificamos casos de documento de outras pessoas, mas com fotos dos investigados aqui no Recife. Um dos veículos locados foi encontrado em Natal, no Rio Grande do Norte”, comentou Azevedo.

Para a delegada, com a proximidade do carnaval, essas locadoras do entorno do aeroporto do Recife deverão ampliar as ações na área de segurança e de checagem de documentos. “Essas empresas deverão se resguardar para não cair nesses golpes em época de grande movimento”, comentou.

Fonte: Pernambuco – Nordeste | Por G1 PE – 

Translate »