Mercado de aluguel de carros deve se manter aquecido após Jogos Olímpicos

olimp

Faltando apenas quatro meses para o final de 2016, o ano já pode ser considerado um sucesso para o mercado de aluguel de carros. O setor, que foi impulsionado devido à alta procura para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, promete continuar aquecido nas principais cidades brasileiras. Isso porque a locação de veículos está se tornando, cada vez mais, uma opção rentável para viajar pelo país.
Um levantamento realizado pela ABLA (Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis) aponta que o aluguel de veículos cresceu cerca de 5% no último ano, dado considerado extremamente expressivo para o segmento. Desses, 23% representam locações destinadas a alugueis realizados por empresas, que é responsável por 56% do total de carros locados.
Ainda de acordo com a Associação, o principal motivo pela alta na procura dos carros terceirizados para viagens é a redução de gastos. Ao alugar um veículo, não é preciso se preocupar com licenciamento, seguro e manutenção do automóvel, por exemplo. Outra vantagem é poder contar com uma frota renovada periodicamente.
Não são poucas as pessoas que optam por carros alugados para viajar. Além do conforto, a prática permite total liberdade de escolha para o roteiro que será traçado, locais a serem visitados e horários de partidas e chegadas.
O turismo de negócios também é uma parcela importante na movimentação do setor. Responsável por 21% dos alugueis realizados nos últimos meses, a área foi a que mais sofreu queda e, mesmo assim, mantém uma estabilidade positiva, como aponta a ABLA.
Mercado
Em números reais, o mercado de aluguel de carros movimentou mais de R$ 16 bilhões no último ano. O valor deve aumentar consideravelmente depois de computado os ganhos com a Olimpíada e Paraolimpíada. De acordo com o MRE (Ministério das Relações Exteriores do Brasil), também conhecido como Itamaraty, só com autoridades estrangeiras foram gastos cerca de R$ 3,4 milhões com veículos alugados. O valor referente aos turistas ainda não foi divulgado oficialmente. Porém, a expectativa é que a procura tenha subido cerca de 300% durante julho e agosto, e mantenha-se alta em setembro, quando será encerrada a participação do Brasil nos eventos esportivos.
Valores
A diária de carros alugados pode variar de acordo com modelo. Um veículo popular, por exemplo, custa em média R$ 95, fora a gasolina. Já um automóvel de luxo e blindado pode atingir até R$ 7 mil. O combustível também não está incluso.
Fonte: Mobility

Translate »