Maioria da frota é de carros econômicos

Motores 1.0 lideram a preferência entre os clientes que optam pela locação no Brasil, seguidos pelos compactos e utilitários
Com a preferência dos turistas por carros econômicos, números da Associação Brasileira das Locadoras deAutomóveis (ABLA) mostram que os modelos com motores 1.0 lideram a frota do setor, com 50% dos carros, seguidos pelos compactos, utilitários e vans, de luxo e premium. Além disso, a renovação da frota é de 400 mil a 500 mil carros por ano.
A terceirização é uma realidade do setor. “Pequenas e médias empresas venderam suas frotas para terceirizar, pois é mais barato pagar pelo uso do que a propriedade. Diminui os custos mensais, principalmente em manutenção”, afirma o presidente do Conselho da ABLA, Paulo Nemer.
Nemer afirma que ter um automóvel para lazer em São Paulo acaba saindo muito caro, pois há pessoas que só o utilizam de fim de semana. “A pessoa está pagando p oral g oque seus a pouco .Além disso, o bem acaba depreciado. É muito mais racional alugar.”
Vida sem carro próprio
O administrador de empresas Marcelo Gallon, 36 anos, está sem carro desde 2010. Por outro lado, costuma alugar veículos a cada 15 dias. “Não ter carro tem a ver com meu estilo de vida. Penso na sustentabilidade, no mundo para as próximas gerações”, ressalta.
Em outubro de 2015 veio de Florianópolis para São Paulo para começar um novo projeto profissional e mais uma vez o carro não lhe fez falta. “Como não conhecia a cidade, num primeiro momento (que ficou até hoje), resolvi me valer do que São Paulo oferecia em termos de transportes para suprir meu deslocamento.”
Atualmente, Gallon vai trabalhar de ônibus e caminha em parte do trajeto; na volta, usa o ônibus, táxi ou metrô. O administrador costuma alugar carro em situações que necessitam maior deslocamento. “Nas férias de final de ano fiz uma locação mensal e fui para Florianópolis com toda família. Fizemos ótimos passeios e na volta ainda trouxemos alguns pequenos objetos de decoração de lá para cá. No Dia das Mães aluguei carro e levei minha mãe para um almoço especial na represa.”
Para ele, não ter carro é vantajoso, pois economiza com combustível, estacionamento, seguro, possíveis multas de trânsito, desvalorização do automóvel, etc. “Uma conta que fiz lá atrás e sempre tenho na minha cabeça é de que cada ano que fico sem carro posso economizar uns R$ 20 mil.”
Pequenas e médias empresas venderam suas frotas para terceirizar, pois é mais barato pagar pelo uso do que pela propriedade”. Paulo Nemer, da ABLA
50% da frota é formada por carros econômicos, com motor 1.0
23% da frota das locadoras são de carros compactos, com motores 1.0 a 1.8
9% corresponde à soma de veículos utilitários e vans
4% corresponde a veículos de luxo, com motores acima de 2.0
5% fazem parte dos modelos premium
19,5 meses é a idade média dos veículos das locadoras
Não ter carro tem a ver com meu estilo de vida. Penso na sustentabilidade, no mundo para as próximas gerações”
Marcelo Gallon, administrador de empresas
Fonte: Folha de São Paulo – Impresso – Flip

Translate »