Lucro da Unidas em 2013 caiu 22,1%

A Unidas, empresa brasileira de aluguel de carros na qual a portuguesa SAG é o maior acionista, apresentou em 2013 um lucro de R$ 61,2 milhões. A receita da companhia aumentou 23,2%, para R$ 827 milhões.
O lucro da Unidas, companhia brasileira na qual a portuguesa SAG é o maior acionista (com 32,8%), somou em 2013 R$ 61,2 milhões, menos 22,1% do que no ano anterior, informou a empresa em comunicado ao mercado. Sem considerar as depreciações adicionais da redução de IPI e a amortização de impostos diferidos, o lucro da Unidas em base ajustada teria aumentado 56,3%, para R$ 50,8 milhões.
No ano passado a receita líquida consolidada da Unidas aumentou 23,2%, para R$ 827 milhões, enquanto o EBITDA (lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) subiu 39%, para R$ 285 milhões, revelou a participada do grupo português SAG – Soluções Automóvel Globais.
No final de 2013 a Unidas contava com uma frota de 38.292 veículos, mais 15,4% do que no final de 2012. No mesmo período o número de colaboradores aumentou 17,7%, para 1.132 funcionários, informou a Unidas.
No quarto trimestre de 2013 a Unidas abriu seis novos pontos de atendimento, passando a contar com um total de 185 no final do ano passado.
O aumento das receitas da empresa em 2013 ficou a dever-se sobretudo à elevação de 43,6% no número de diárias de aluguel de carros.
Na comparação entre 2012 e 2013, houve uma redução de 5,1% no valor médio do aluguel, passando de R$ 87 em 2012 para R$ 82,6 em 2013. “Esta redução da tarifa média diária é explicada pelo aumento do peso das receitas de aluguel em segmentos que apresentam um ticket médio inferior à média geral da companhia”, explica a Unidas. “Esses segmentos, no entanto, têm prazos de locação mais longos e não apresentam sazonalidade de demanda, o que permite obter taxas de ocupação mais elevadas”, acrescenta a empresa.
No quarto trimestre a Unidas teve uma taxa média de ocupação no aluguel de carros de 73,5%, valor que está acima dos 69,5% do mesmo período de 2012, mas abaixo dos 75,3% do terceiro trimestre de 2013.
Por Jorge Horta, do Portugal Digital.

Translate »