Empresas vendem frota para economizar 10% por meio de aluguel

Uma das saídas encontradas por empresas para enfrentar a crise econômica tem sido a venda de ativos imobilizados, como automóveis. Como alternativa de transporte está a locação de veículos, que pode gerar uma economia de até 10% para as companhias, segundo o diretor da rede Alugue Brasil, Marcus Bortolotto.
Além das despesas comuns, como revisões, seguro e IPVA, uma frota particular implica perdas financeiras relacionadas a questões menos visíveis, como depreciação do veículo e deixar de ganhar com um investimento que poderia ser feito em outro setor. “As empresas podem aplicar o capital de manutenção dos carros de forma mais eficiente e alugar os automóveis quando necessário”, diz Bortolotto.
Alugar veículos de acordo com a demanda também é uma opção para quem não quer arcar com os custos de uma frota ociosa. Mesmo que a utilização seja esporádica, a companhia precisa arcar com custos de estrutura relacionados à mão de obra, aluguel de espaço físico e manutenção. Outra vantagem adicional é deduzir o valor integral da locação no imposto de renda da empresa. “É uma alternativa mais rentável e prática para as corporações que fazem pouco uso do automóvel. Toda a contabilidade dos gastos com automóveis é substituída apenas pela tarifa do aluguel”, lembra o executivo.
É possível, ainda, contratar o serviço de gerenciamento de frota, que pode sair até 60% mais barato em relação ao preço de balcão praticado pelas locadoras. A Alugue Brasil é uma das empresas que oferece essa modalidade, feita sob medida para cada cliente. São mais de 2 mil veículos disponíveis para locação, e a companhia fechou 2014 com R$ 29 milhões de faturamento.
Do PressWorks.

Translate »