Como aproveitar o melhor do turismo rodoviário

ClickBus

O publicitário Fabio Gonçalves todos os anos faz pelo menos uma longa viagem de carro. Anda um pouco, para um pouco, conhece os destinos. “Eu vou conhecendo os lugares, contemplando a paisagem”, disse o paulista, que mora em Brasília há 12 anos. Ainda pequeno, Fabio costumava viajar de carro com a família para o Nordeste, algumas vezes percorrendo mais de seis mil quilômetros. As viagens de carro pra ele são como voltar no tempo. “Uma vez, me lembro de parar e contemplar uma cachoeira voltando com meus pais do Nordeste para São Paulo, estávamos na Rio-Santos, perto de Angra dos Reis”.
O Dia do Automóvel e da estrada de rodagem é comemorado na última quarta-feira (13). O Brasil tem mais de 1,7 milhão de quilômetros de estradas, de acordo com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes, e um desejo igualmente grande de desbravá-las de carro. De acordo com um boletim do Ministério do Turismo, um percentual considerável de viajantes (22%) deseja arrumar as malas nos próximos meses e viajar de automóvel.
Algumas dessas rodovias são conhecidas pelas belas paisagens, como a Rio-Santos, rodeada de Mata Atlântica, que liga o litoral norte de São Paulo ao sul do Rio de Janeiro. Há também a AL-101, com seus coqueirais alagoanos; a BA-001, que corta fazendas de cacau; e a estrada da Graciosa, no Paraná, que liga as cidades de Curitiba a Morretes, com sete mirantes para apreciar a Serra do Mar e a Mata Atlântica preservada. Os mais aventureiros podem experimentar a Transpantaneira, que liga as cidades de Poconé a Porto Jofre, ambas no Mato Grosso. Ao percorrer a Transpantaneira, o viajante se sente em um safári, com animais cruzando avia.
Embora o avião seja o meio de transporte mais requisita do pelos viajantes brasileiros, o carro é uma opção interessante quando não há aeroportos próximos ou se deseja conhecer mais de um destino em uma única viagem. A servidora pública Simione Silva, percorreu cinco mil quilômetros de carro do Acre ao Rio de Grande do Sul em uma viagem de cinco dias.“Foi minha primeira grande viagem, de lá pra cájá fiz várias. Para mim, o deslocamento é a parte importante do passeio, gosto de fazer caminhos alternativos e conhecer os lugares por onde passo”. Sempre que visita a família, Simione segue de Brasília a Porto Alegre de avião e depois aluga um carro para chegar ao destino final. Ela diz que a BR 386 que faz o trajeto(Porto Alegre – Passo Fundo) é a estrada mais bonita que já percorreu. “Adoro viajar apreciando a serra que tem no caminho”.
Muitas vezes viajar com o próprio carro pode ser inviável. A opção, muitas vezes, é alugar um carro. O Brasil possui mais de 5,6 mil locadoras de automóveis,conforme dados da Associação Brasileira de Locadora de Veículos. Pelo menos 26 mil usuários procuraram por um carro de aluguel no ano passado, segundo a associação. O setor faturou R$ 14 bilhões no ano passado e empregou mais de 450 mil pessoas.
Antes de arrumar a bagagem no porta-malas, recomenda-se verificar o alinhamento eo balanceamento dos pneus, inclusive se o estepe está calibrado. A revisão da parte mecânica pede um pouco mais de tempo, e pode ser feita alguns dias antes da viagem. Também cheque se o triângulo e o macaco estão no porta-malas; se os faróis, as setas e o para-brisas estão funcionando. Os fluidos de freio, da direção hidráulica, o líquido de arrefecimento e o óleo também devem estar nos limites aceitáveis.
Fonte: Jornal de Turismo

Translate »