Câmara de Vereadores de Joinville terá frota menor em 2016

A Câmara de Vereadores de Joinville irá alugar 17 carros para o período de fevereiro a dezembro. O edital de pregão lançado nesta semana define a locação de 14 veículos comuns, como Siena, Palio, Logan, Versa e Prisma, além de três modelos executivos, como o Cruze, Jetta, Corolla e Fusion.
Entre as exigências estão ar-condicionado, direção hidráulica, película, airbag duplo e CD player. O valor máximo autorizado para a locação dos veículos é de R$ 333,2 mil por todo o período, mas as propostas podem apresentar valores menores. Os envelopes serão abertos no dia 2 de fevereiro. Será a menor frota da Câmara nos últimos anos. Foram alugados 21 carros em 2013, enquanto no ano seguinte o contrato teve um veículo a menos. No ano passado, a Câmara alugou 18 carros.
Desta vez, quem abriu mão dos automóveis foram os vereadores Fábio Dalonso, James Schroeder, João Carlos Gonçalves, Maurício Peixer e Rodrigo Thomazi. Se outros não fizerem questão do carro mais adiante, a Câmara pode devolver o veículo e reduzir o custo do contrato.
Combustível
A Câmara também lançou edital para o consumo de combustível entre fevereiro e dezembro. O limite máximo é de R$ 136,2 mil para o uso de gasolina comum, etanol e diesel no período. As propostas serão conhecidas um dia após a abertura dos envelopes da locação de veículos.
Adoção
O Centro de Bem-estar Animal, no bairro Vila Nova, atualmente abriga 30 animais, entre cães e gatos, disponíveis para adoção. O centro trata de animais comprovadamente vítimas de maus-tratos. Alguns deles podem ser vistos na página Cbea Jlle, no Facebook.
Chips
Uma das atribuições do centro também é a microchipagem de animais, conforme definido em lei municipal. É previsto que em fevereiro a unidade termine a preparação de um banco de dados único para reunir informações de todos os bichos com chip na cidade. A ideia é que qualquer pessoa possa fazer a consulta aos dados.
Fixação e dragagem
Esperadas há longa data pela população, as obras de fixação e dragagem do rio Itajuba, em Barra Velha, são tocadas com uma frota de caminhões e duas escavadeiras. A região sofre com o assoreamento do rio. Com os trabalhos de dragagem, pescadores terão mais facilidade para acessar o rio e guardar os barcos.
Processo disciplinar
A Secretaria de Gestão de Pessoas deu início a um processo administrativo- disciplinar contra uma educadora municipal para apurar “as supostas responsabilidades com relação a agressões da servidora a crianças” de um CEI de Joinville. Uma audiência será marcada.
Tarifa do lixo
A Ambiental lembra que o primeiro vencimento da tarifa da coleta de lixo em Joinville está marcado para 11 de fevereiro e que todos os carnês devem ser entregues até o próximo dia 30. Não há, portanto, atraso na entrega. Como os boletos do IPTU chegam mais cedo, muita gente confunde os prazos.
Trabalho externo
A atuação de detentos da Penitenciária Industrial de Joinville em trabalhos fora da unidade é tomada como referência pela Agência de Desenvolvimento Regional (ex-SDR) de Itajaí. A ADR da região tem interesse de que apenados de Itajaí façam reformas e reparos em escolas da cidade.
Biombos
Agências bancárias e instituições financeiras de Joinville têm seis meses para providenciar biombos que impeçam completamente a visualização dos clientes atendidos nos caixas internos por quem aguarda ser atendido. Trata-se de uma lei sancionada na quinta-feira. A proposta partiu do vereador Jaime Evaristo como forma de evitar as chamadas “saidinhas de banco”, roubos a clientes que acabaram de sacar.
Inovação
O juiz Yhon Tostes, da Vara Bancária de Joinville, inovou ao suspender um processo por um mês até que as partes envolvidas busquem uma solução consensual. O magistrado ainda apontou o caminho: ingressar na plataforma consumidor.gov.br, que aproxima cidadãos e empresas em ambiente virtual apropriado para a resolução de conflitos. A ação em questão discute a revisão de contrato bancário entre consumidor e financeira.
Crítica
O deputado Kennedy Nunes fez questão de usar as redes sociais para lembrar seu papel de intermediador entre a Prefeitura e o Badesc na liberação da verba para a pavimentação de 48 ruas em Joinville, costurada ainda em 2013. E, mais uma vez, questionou o prazo para que o dinheiro fosse efetivamente usado.
Presídio de Jaraguá
Os problemas na rede de abastecimento de água do Presídio Regional de Jaraguá do Sul levaram a 8ª Promotoria do Ministério Público na cidade a instaurar um inquérito civil para acompanhar as medidas a serem adotadas para a regularização do sistema.
Por Roelton Maciel, do DIário Catarinense.

Translate »