Aviação regional também ajuda a impulsionar locadoras

aviacao

 
O programa de aviação regional do governo prevê investimentos de R$ 7,2 bilhões para ativar 270 aeroportos e estimular o transporte aéreo entre cidades secundárias no país, garantindo que 95% da população brasileira tenha um aeroporto a pelo menos 100 quilômetros de distância.
Conforme a ABLA, o programa pode ajudar a estimular, direta e indiretamente, a locação de veículos também fora dos grandes centros urbanos, já que o setor possui enorme capilaridade e está presente na maior parte dos municípios do Brasil.
A TAM, por exemplo, vai explorar as oportunidades da aviação regional no Brasil para acelerar o ritmo de crescimento da receita no país, disse ao jornal Valor Econômico Marco Antonio Bologna. “Na medida em que a gente evolui nossa malha, a gente vê oportunidades de alimentar nossas principais rotas pelos mercados secundários”.
O plano da empresa é aumentar a taxa de ocupação e mesmo as frequências em rotas entre os maiores aeroportos graças a um tráfego mais intenso gerado nas cidades menores. “Até o fim deste ano a TAM terá mais definida a estratégia operacional voltada para a aviação regional”.
Bologna afirmou ainda que a companhia aérea vai ganhar eficiência graças aos investimentos feitos na infraestrutura aeroportuária brasileira. Nas contas de Bologna, os ganhos de eficiência poderão ser medidos, por exemplo, na redução do tempo entre os voos em conexão. “Teremos maior qualidade de atendimento em conexão, que poderá cair de 4 a 5 horas para menos de 2 horas”, disse o presidente da TAM S.A.
fonte: Valor Econômico e ABLA

Translate »