ABLA amplia suporte ao setor de locação

ABLA

A Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis representa nacionalmente as locadoras que atuam no País. Fundada em 30 de março de 1977, defende os direitos, divulga o setor e presta serviços para que as locadoras tenham condições comerciais para crescer e atender seus clientes.
O atual Presidente do Conselho Nacional da ABLA, Paulo Nemer, acrescenta que a associação oferece, inclusive, orientações jurídicas de planejamentos fiscais e tributários para as associadas. “Assim como o auxílio para recuperação de veículos roubados ou apropriados indebitamente”, afirma.
Paralelamente, seguem ocorrendo os Cursos de Capacitação da ABLA, voltados para melhorar o conhecimento do negócio. E, segundo Nemer, hoje a ABLA também já é referência para os interessados em orientações para as questões ligadas ao dia a dia das locadoras. “Dúvidas sobre cobranças, infrações de trânsito, desmobilização de frota e manutenção já fazem parte do atendimento da ABLA às associadas”.
A associação também tem agido junto aos bancos para obtenção de créditos e de melhores taxas para as empresas associadas. E mantem uma assessoria parlamentar em Brasília, acompanhando os projetos de lei e as normativas impostas ao setor.
Crescimento e investimentos
As locações de veículos geralmente são destinadas a eventos de trabalho e para o lazer. Mas a maior parte, porém, é locada para a chamada terceirização de frotas. A ABLA tem trabalhado para criar a “cultura do aluguel de veículos no Brasil”. Trata-se de habituar os brasileiros, as empresas e os órgãos públicos a entenderem que pagar pelo uso do veículo é mais inteligente do que pagar pelo status da propriedade.
Na maioria dos casos o aluguel se apresenta como a opção mais econômica, quando a comparação leva em conta todos os itens que devem ser considerados e não apenas o valor do aluguel x valor de compra do veículo.
Além disso, alugar um modelo popular por 24 horas custa o equivalente a uma corrida de táxi de aeroportos mais afastados até as regiões centrais das cidades. Ou seja, praticamente pelo mesmo valor de uma corrida, o cliente terá um carro por 24 horas. E quanto mais diárias se contrata, menor é o valor médio no período de utilização.
No mais, a demanda não ocorre somente em função das viagens: há outras situações em que o automóvel alugado tem se mostrado uma boa alternativa. Existem clientes que, antes de adquirirem um novo carro, alugam o mesmo modelo por alguns dias, como uma opção para conhecer o modelo desejado e, assim, observar de fato seu desempenho no trânsito e na estrada. E há os que locam automóveis enquanto seu veículo próprio está parado, por questões de mecânica ou funilaria. Especificamente na cidade de São Paulo, ainda há a possibilidade de locar o automóvel para os dias de rodízio, entre as alternativas de usos dos produtos e serviços das locadoras.
Fórum ABLA
O principal evento do setor de locação de automóveis no Brasil é o Fórum ABLA da Indústria do Aluguel de Automóveis, que a associação promove a cada dois anos. A edição de 2015 será em setembro, em São Paulo. A ação também proporciona uma aproximação ainda maior das locadoras associadas com as montadoras e demais fornecedores da indústria da locação.
Fonte: ABLA

Translate »