Tarifas de embarque sobem com Confins privatizado

A mudanças de administrador no Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, na região metropolitana de Belo Horizonte, resultaram em aumento das tarifas de embarque doméstico e internacional. A substituição da Infraero pela BH Airport significa elevação das taxas de R$ 21,57 para R$ 23,37 (8,34%), no caso dos voos nacionais, e de R$ 38,18 para R$ 41,40 (8,43%) para os internacionais, segundo números apresentados pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).
O reajuste, previsto em contrato, também é válido para o Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro – Galeão. Em ambos, está considerado o Adicional de Tarifas Aeronáuticas (Ataero), que vai para o Fundo Nacional de Aviação Civil (FNAC) e não fica com o aeroporto.
O BH Ariport, formado pelo grupo CCR e pela Zurich Airport International, conquistou o direito de operar o aeroporto em novembro passado, com uma proposta de R$ 1,8 bilhão. O contrato prevê que o consórcio poderá administrar o terminal por 30 anos, prorrogáveis por mais cinco. O grupo prevê investimentos de R$ 1,5 bilhão no aeroporto nos próximos 10 anos, valor que sobe para R$ 3,5 bilhões até o fim do contrato.
Do Jornal Estado de Minas.

Translate »