Salão de Genebra: esperança no mercado europeu

O Salão do Automóvel de Genebra antecipou suas novidades para a imprensa na quarta-feira, 5, antes de começar a receber o público, o que acontece entre 6 e 16 de março. O evento mostra certo otimismo para o mercado da região que, depois de enfrentar perdas severas nos últimos anos, teve alta de 5,5% em janeiro na comparação com o mesmo mês do ano anterior. O resultado traz a esperança de que o período de sucessivas contrações tenha chegado ao fim.
O salão mostra algumas consequências da crise econômica na região. Uma delas é a nova estrutura da PSA Peugeot Citroën, que passou a ter entre seus maiores acionistas o governo francês e a chinesa Dongfeng. A mostra é o último evento global a contar com a presença do atual CEO Philippe Varin. A partir de abril Carlos Tavares assumirá esta posição.
Nesse cenário, a mostra traz uma série de novidades para o segmento de veículos compactos, entre eles o Renault Twingo, Citroën C1 e Peugeot 108. Uma série de novos esportivos também é destaque no evento, como Audi TT, Porsche Macan, McLaren 650S Spider, Lamborghini Huracan e Ferrari California T.
Para o Brasil, a grande novidade do evento é o novo modelo da marca Jeep que será o primeiro a ser fabricado na planta que o Grupo Fiat Chrysler constrói no município pernambucano de Goiana (leia aqui). Há ainda carros como o Ford Focus, que ganhou novas tecnologias, o Peugeot 2008 e o Evoque com câmbio de nove velocidades, que devem chegar o mercado nacional em breve.
Enquanto a Fiat aproveita o Salão de Genebra para destacar seu plano de expansão no Brasil, a Ford mostra menos otimismo para o País. Mark Fields, COO da companhia, alertou no evento que os países que compõe o bloco de emergentes Bric, com exceção da China, poderão enfrentar capacidade ociosa nos próximos anos como reflexo da redução do ritmo de crescimento destes mercados.
Da Redação AB.

Translate »