“O turismo será a nova fronteira do desenvolvimento do Brasil”

Na abertura oficial da 42ª edição da ABAV, que decorreu ontem à noite, no Teatro Renault, em São Paulo, António Azevedo, presidente da ABAV, lembrou uma frase proferida por Vinicius Lages, ministro de Turismo brasileiro: “O turismo será a nova fronteira do desenvolvimento do Brasil”. No ano em que a ABAV comemora 60 anos, a profissão de agente de viagens celebra também uma “grande vitória”, asseverou o responsável, dando conta da aprovação do Projecto de Lei 12.974/14, que reconhece e regulamenta a actividade do agente de viagens. “As agências de viagens são fundamentais na cadeia produtiva do turismo”, afirmou.
Certo de que “nem tudo são vitórias”, António Azevedo criticou a decisão do governo brasileiro de “iniciar a compra directa de passagens áreas às companhias aéreas” , alegando que esta medida prejudicará o negócio do turismo. Sobre este tema, e no mesmo encontro, Vinicius Lages, ministro do turismo brasileiro, afirmou que a ABAV deve lutar para que volte a ser entregue às agências esta intermediação de compras.
Para Vinicius Lages, “o Brasil saiu da prateleira e foi consumido na Copa”, tendo ganho um posicionamento no turismo mundial nunca antes visto. No entanto, para o responsável, “existem enormes desafios para continuar com o crescimento do turismo”, como a expansão dos aeroportos, dos portos e das redes rodoviárias e a melhoria das cidades. “As cidades que mais avancem (com melhorias nos acessos pedonais e de bicicleta) vão ganhar mais turistas do que aquelas que apostam no automobilismo”, afirmou o responsável, acrescentando que o futuro está na “aposta em cidades sustentáveis”.
Secretário do Turismo do Rio de Janeiro quer regresso da ABAV
Na mesma ocasião, Claudio Magnavita apelou ao regresso da ABAV ao Rio de Janeiro. O Secretário do Turismo do Rio de Janeiro parabenizou o país pelo “excelente desempenho” na Copa do Mundo, lembrando que a cidade do Rio tem agora uma maior oferta hoteleira, nomeadamente no Bairro da Tijuca.
Por Raquel Pedrosa Loureiro, do Ambitur.

Translate »