Mercado: Pagar apenas pelo uso será a nova tendência?

vendas-usa-1

 
Quando um novo carro é lançado, geralmente o consumidor torce o nariz para o preço, especialmente no Brasil, onde os valores são comparativamente mais altos que no exterior. Mas mesmo que seja competitivo, há um importante detalhe que muita gente não considera na hora de fechar negócio: o custo para manter o veículo ao longo do tempo.
Esse valor surpreenderia (negativamente) muita gente se fosse discriminado junto com o valor sugerido pelo fabricante. Alguns consumidores sabem muito bem disso e em determinadas situações, simplesmente deixam o mercado para utilizarem de veículos alugados ou mesmo até fazendo uso misto de transporte público e táxi. No entanto, pagando-se todos os custos por um longo tempo, até geraria uma economia suficiente para ter outro similar na garagem, mas isso pode levar uma década.
Mas isso não é para todos, depende muito do estilo de vida de cada um. Ter um veículo 0 km na garagem é sonho de muitos no Brasil, mas sabemos que muitos nem vão além de dois ou três anos com o veículo, já trocando por alguma novidade ou veículo maior. Nos mercados mais desenvolvidos, ter um carro é apenas uma opção, ainda mais se o objetivo não é dispor do bem por um longo tempo.
 
citroen c4 cactus 14 700x420 Mercado: Pagar apenas pelo uso será a nova tendência?
 
Pensando nisso, a Citroën decidiu “mudar de lado” ao oferecer um sistema de vendas que lembra o de uma locadora de veículos. Isso começará com o Novo C4 Cactus, que será comercializado através de mensalidades fixas por tempo de uso ou km percorrido, inspirado também nos serviços prestados por operadoras de telefonia móvel, por exemplo.
Ao invés de pagar um preço sugerido para o veículo inteiro, paga-se uma permissão de uso com direito a seguro, manutenção e outros serviços agregados. Esta mensalidade ainda considera o valor do produto de acordo com versões, itens e serviços escolhidos. Ainda não há valores divulgados – naturalmente em euros – para o C4 Cactus, mas a ousadia da Citroën em mudar as regras pode ditar uma nova forma de negócio, se tiver sucesso, é claro.
Hoje em dia, o consumidor que não tem dinheiro para pagar o valor fechado do veículo – sem manutenção e seguro incluídos, por exemplo – recorre aos bancos, (independentes ou dos próprios fabricantes) a fim de pagar um valor mensal pelo bem. No entanto, os juros variam de acordo com a instituição financeira e podem ser exorbitantes em muitos casos.
Naturalmente, um sistema de vendas através de mensalidades com “tudo dentro” terá juros praticados pelo fabricante, mas estes deverão ser menores do que as do mercado financeiro. Por serem obrigadas a manter os estoques em baixa e a produção seriada sempre em bom volume, as montadoras tendem a oferecer taxas menores para atrair clientes.
Nesta condição, seguro e manutenção elevarão o valor mensal, mas por ser oferecido em um pacote fechado, naturalmente este deverá ser mais vantajoso em relação à locação, pois do contrário, isso não atrairia o cliente, que poderia simplesmente optar pela forma tradicional e ainda com escolha de outras marcas e modelos. Enfim, vamos observar de perto esse novo tipo de negócio que estreará com o Citroën C4 Cactus e ver se será ou não uma tendência daqui para frente.
 
Fonte: Notícias

Translate »