JSL projeta receita bruta de serviços em 2016 de até R$ 5,35 bilhões

JSL

A JSL trabalha com a perspectiva de atingir uma receita bruta de prestação de serviços entre R$ 5,05 bilhões e R$ 5,35 bilhões em 2016, de acordo com projeções divulgadas nesta segunda-feira, 4, pela empresa. Se confirmada, a estimativa representará um aumento entre 7,4% e 13,8% em relação ao resultado de 2015, quando a JSL registrou R$ 4,7 bilhões de receita bruta de prestação de serviços, o recorde histórico da companhia.
“Conforme entramos num período de dificuldades na economia, temos a possibilidade de expandir os serviços prestados aos clientes de nossa carteira, ou de conquistar novos clientes que tenham a necessidade de economizar os gastos com logística”, afirmou o diretor Administrativo Financeiro e de Relações com Investidores da JSL, Denys Marc Ferrez, em entrevista ao Broadcast, serviço fr notícias em tempo real da Agência Estado.
Segundo o executivo, o momento econômico faz com que muitas empresas passem a focar suas atividades no “core business” e busquem aumentar a produtividade, o que faz com que a procura pelos serviços de logística da JSL aumente.
No segmento de logística, a JSL projeta que a receita bruta de serviços ficará entre R$ 4,25 bilhões e R$ 4,4 bilhões – no ano passado, a cifra foi de R$ 4,05 bilhões. A receita bruta de serviços da Movida, por sua vez, deve ficar entre R$ 800 milhões e R$ 950 milhões em 2016, maior que os R$ 718 milhões registrados com essa atividade em 2015. “Na Movida, temos crescido mais com o chamado ‘rent a car’ (RAC), isto é, os aluguéis diários ou de curto prazo”, disse Ferrez. “Ainda temos muita oportunidade nesse mercado.”
Em relação ao Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização), a JSL projeta que o resultado de 2016 ficará entre R$ 1,15 bilhão e R$ 1,3 bilhão – no ano passado, o Ebitda da empresa totalizou R$ 1,1 bilhão. A JSL explica que a projeção desconsidera os efeitos de impairment, PDD e efeitos extraordinários.
Para o executivo, a incerteza econômica fez com que as estimativas para a banda inferior do Ebitda fossem mais conservadoras, ficando bastante próximas ao resultado do ano passado. “Mas temos conseguido superar a banda inferior nas projeções do Ebitda. Ano passado, ficamos na banda superior.” A JSL projetava Ebitda entre R$ 970 milhões e R$ 1,1 bilhão em 2015.
A empresa ainda estima que o investimento líquido a ser realizado em 2016 ficará na faixa entre R$ 350 milhões e R$ 600 milhões – o investimento bruto no ano oscilará entre R$ 1,7 bilhão e R$ 2 bilhões, enquanto a venda de ativos deverá girar entre R$ 1,3 bilhão e R$ 1,6 bilhão. No ano passado, o investimento líquido feito pela JSL ficou em R$ 1,3 bilhão.
Ferrez ressalta que o alto nível de investimentos verificado em 2015 deve-se à estruturação da Movida. “Tínhamos que atender à grande demanda que surgiu e também criar toda a capilaridade para que realmente tivéssemos uma presença nacional, como temos hoje”, disse. “Os investimentos para 2016 são mais conservadores, e vão depender do andar da carruagem na economia”.
Fonte: Isto é Dinheiro

Translate »