Alta do dólar impulsiona turismo nacional

brasil

Por Henrique Mol, especialista em turismo e sócio-fundador da Encontre Sua Viagem
A crescente alta do dólar pegou muita gente de surpresa, principalmente quem planejava viajar neste ano para o exterior. Entretanto, apesar da inflação e da variação do câmbio serem grandes vilãs do mercado de turismo em 2015, os brasileiros não estão assustados e continuam querendo viajar. Principalmente porque o calendário está repleto de feriados que podem ser emendados, e ninguém quer perder oportunidade de descansar. Porém, os turistas brasileiros estão agindo com mais cautela e fazendo algumas alterações nos passeios.
A primeira mudança foi na escolha por destinos nacionais, ao invés de internacionais. Diferentemente de anos passados – que, dependendo do roteiro escolhido, viajar para o exterior poderia ser mais barato do que ficar no país – as viagens pelo Brasil estão saindo bem mais em conta, e os turistas perceberam isso. De acordo com pesquisa divulgada pelo Ministério do Turismo, sete dos dez destinos mais procurados no início de 2015 são em território tupiniquim. As cidades litorâneas lideram a lista, que tem Rio (RJ), Natal (RN), Fortaleza (CE), Florianópolis (SC) e Porto de Galinhas (PE). Gramado (RS) fecha o ranking.
Viajar pelo Brasil pode ser uma grande aventura. Há ótimas opções, que agradam a todos os gostos: turismo de aventura; cultural; ecoturismo; eventos e negócios; religioso; náutico e de lazer, seja em uma de nossas belíssimas praias ou em cidades serranas.
Alguns destinos da América do Sul também estão entre os mais procurados. Buenos Aires é o principal, já que o peso ainda é desvalorizado, em relação ao real. Cidades da Colômbia, do Chile e do Uruguai também estão na mira dos brasileiros.
Outra alternativa encontrada foi diminuir os dias de viagem e até mesmo mudar as datas. Os pacotes de sete dias estão sendo substituídos por de quatro dias. Além disso, viajar durante a baixa temporada pode sair muito mais em conta! Como a demanda é menor, muitos hotéis fazem promoções. As companhias aéreas também têm oferecido bons descontos, com o intuito de garantir mais assentos ocupados e evitar prejuízos.
Em alguns casos, a redução de preço pode chegar a 50%.
Algumas pessoas também estão diminuindo o valor gasto durante a viagem, trocando passeios pagos por opções gratuitas; comendo em restaurantes mais econômicos e diminuindo na quantidade de presentes. Minha dica é visitar blogs de turismo.
Se por um lado a alta do dólar pode prejudicar quem quer sair do Brasil, por outro, pode atrair turistas estrangeiros que desejam conhecer o país. Isso porque argentinos, chilenos e uruguaios também sentem o aumento da moeda norte-americana e, com isso, o real se torna um ótima opção.
Fonte:

Translate »