15 mudanças na sua vida que te ajudarão a guardar mais dinheiro

A fórmula já é conhecida: gaste menos, guarde mais e você conseguirá melhorar suas finanças. Infelizmente, isso é muito mais fácil falar do que fazer. Para guardar uma quantia considerável de dinheiro é preciso, sim, realizar um grande esforço. Você vai achar seu salário é insuficiente, resmungar que já não tem mais como cortar suas despesas… no fundo, é difícil mesmo abrir mão de certos “luxos” aos quais nos acostumamos. Afinal, após trabalhar tanto, quem não quer aproveitar um pouco a vida? Só que para guardar dinheiro com maior eficiência, é importante mudar certos hábitos do dia a dia. O site Business Insider indicou alguns deles — que, sim, são mais fáceis de aplicar do que você imagina. Confira abaixo:
Faça uma escolha por comida caseira
Ficar refém da conta de restaurantes é algo que pesa substancialmente no orçamento. Quanto mais você cozinhar em casa, mais dinheiro irá economizar. Uma dica: quem mora sozinho deve aproveitar o final de semana para cozinhar vários pratos e colocar no freezer ou na geladeira. Assim, durante a semana, é só chegar em casa e descongelar.
Vá ao supermercado de barriga cheia
O Business Insider cita o caso de Danielle Wagasky, que gastava US$ 14 mil por ano para cobrir as necessidades alimentícias de sua família e conseguiu reduzir essa conta para US$ 400 mensais. Entre seus truques estão nunca ir ao supermercado com fome — “um hábito caríssimo”. “Quando se está de barriga vazia, sem perceber você começa a jogar todos os tipos de itens desnecessários em seu carrinho”.
Faça compras maiores e menos frequentes no mercado
Pensando na última vez em que foi ao supermercado apenas para comprar “algumas coisinhas”, será que você comprou apenas os poucos itens que estava precisando ou gastou um pouco mais? Você provavelmente comprou um item (ous vários) por impulso. “Compras menos frequentemente tiram essa tentação”, ensina Wagasky. Comece pequeno. “Se você é uma pessoa que vai três vezes por semana, tente ir apenas uma vez”.
Corte o café especial da sua rotina
David Bach, autor de “O Milionário Automático”, cunhou o termo “O Fator Latte”, que basicamente diz que se você abandonar o seu café extra, aquele comprado em cafeterias, você teria um pouco de dinheiro para contribuir para a poupança. Ele mostra que um café diário de US$ 4 permitiria economizar cerca de US$ 30 por semana ou US$ 120 por mês. Ao longo de algumas décadas, o dinheiro poderia crescer substancialmente. Ao invés de ir diariamente a uma cafeteria, invista em uma boa máquina de café, mesmo que o preço pareça salgado de início, pois compensará no longo prazo, defende Bach. O conceito dele por se aplicar a outros produtos, como refrigerantes e petiscos.
Automatize suas finanças
A maioria das contas pode ser paga pela internet e, muitas vezes, você tem a opção de configurar pagamentos automáticos. Tente automatizar pagamentos para os custos fixos — aluguel ou mensalidade, condomínio, internet, celular, seguro etc — para que não tenha que pensar sobre eles todos os meses, e nunca perca uma conta. Você pode fazer o mesmo para os custos variáveis, como contas de cartão de crédito. É preciso, contudo, checar sua conta regularmente para garantir que as coisas estão indo bem. Isso evitará perder dinheiro com juros.
Deixe o cartão em casa — e use dinheiro
Uma pesquisa mostra que as pessoas gastam significativamente mais dinheiro ao usar cartões de crédito em lugar de dinheiro. Então, se você quer mesmo reduzir seus gastos, use mais dinheiro em éspecie. A receita para isso é tão simples quanto parece: você só gasta a quantia que tiver na carteira naquele momento. “Ao invés de usar cegamente seu cartão de crédito, utilize o dinheiro que tem na hora, para sentir ‘o quanto você paga pelas coisas'”, já escreveu Ramit Sethi, autor de “I Will Teach You To Be Rich” (Eu vou te ensinar a ser rico).
Fala abertamento de dinheiro com seu cônjuge
Discutir suas finanças pessoais, padrões de gastos e plano financeiro com o seu parceiro é fundamental para definir o sucesso financeiro de sua família. “Lidar com questões financeiras é algo que qualquer casal pode fazer, mas você tem que ser honesto ou nada vai mudar”, escreve David Bach em seu livro, “Casais Inteligentes Acabam Ricos”. Uma só conversa não vai adiantar. Sinta-se confortável para falar sobre dinheiro sempre que necessário.
Abra mão dos produtos de marcas mais caras
“Você tem de priorizar porque você não pode ter o melhor de tudo”, escreve Sethi em “I Will Teach You To Be Rich”. “Só compre as marcas das quais realmente gosta muito e corte custos sem dó sobre o que não fará diferença optar pelo genérico”. Áreas que se pode poupar dinheiro incluem produtos de higiene pessoal, limpeza, alimentação, determinadas roupas e suprimentos para animais. O que é importante para você? E o que você está disposto a sacrificar? Estabeleça o que você quer priorizar e o que você pode repensar.
Compre menos carne
Uma maneira simples de cortar sua despesa com o supermercado é comprar menos carne. “Tente substituir por feijão e grãos de trigo em suas receitas favoritas,”, sugere Wagasky. Se você gosta muito de comer carne, comece com apenas um dia sem carne na semana. Eliminando carne apenas uma ou duas vezes por semana pode fazer uma diferença significativa em sua conta do supermercado.
Crie um dia da semana para não gastar
Escolha um “dia sem gastos” uma vez por semana e desafie a si mesmo a não gastar nada extra nesse dia. O esofçro de se tornar um gastador mais consciente vai te ajudar a repensar certos gastos e hábitos que você pratica ao longo da semana. “Tecnicamente, mesmo se você não abrir sua carteira, você ainda está gastando dinheiro em coisas como aluguel, seguro de carro e assinatura da TV”, explica Sethi. “Isso você não pode controlar tanto. Mas abrir sua carteira você pode”. Portanto, nesse dia, só o que for muito essencial.
Aproveita a sazonalidade dos alimentos
Às vezes, “quando você compra” é mais importante do que “onde você compra”. Certas frutas e legumes são mais baratos no verão, enquanto outros são mais caros. E vice-versa. Aproveite para estocar quando o alimento não for fresco e assim você também consegue variar o que consome ao longo do ano.
Pague mais que o valor mínimo da fatura do cartão de crédito
A maioria dos cartões de crédito só requerem que você pague uma pequena porcentagem da sua fatura acumulada no mês — o que pode ser uma perspectiva sedutora no momento, mas um desastre no longo prazo. As taxas de juros variam dependendo do cartão, mas são bem altas e vão fazer com que a dívida rolada só cresça a ponto de estourar. O ideal seria quitar a dívida total a cada mês, mesmo que tenha de desviar dinheiro de uma outra parte de seu orçamento ou cortar gastos para obter a diferença que falta.. No longo prazo, pagando apenas o mínimo vai custar-lhe uma fortuna.
Comece a sair com pessoas que você admira
Andrew Carnegie, que começou do zero antes de se tornar um dos homens mais ricos dos Estados Unidos, credita sua riqueza a um princípio: o “Master Mind”. A ideia é que você se cerque de pessoas talentosas que compartilham sua visão, pois o alinhamento de várias mentes inteligentes e criativas é mais eficiente e tem uma influência muito maior do que quando se está sozinho. Diz ele que nos tornamos “parecidos” com as pessoas às quais nos associamos. Carnegie defendia que o sucesso estava também em contruir uma mentalidade de sucesso, ou o seu grupo particular de pessoas talentosas, que irão te inspirar no dia a dia.
Desligue da tomada os equipamentos que não estiver usando
O que as pessoas não percebem é aparelhos elétricos gastam energia mesmo quando estão desligados, no modo stand by. Ligue os seus dispositivos em réguas de energia e desligue-as no final do dia. Instale torneias de baixo fluxo para salvar 60% da sua conta de água. E faça uma checagem no sistema elétrico para ter certeza que não há fuga de energia.
Gaste mais agora para economizar depois
Pode parecer contra-intuitivo fazer compras para economizar, mas é o conselho de alguns dos mais bem-sucedidos especialistas em finanças pessoais. A ideia é a seguinte: pague agora mais em algumas ferramentas e serviços que irão te ajudar a economizar muito no longo prazo. Às vezes, optar pela solução mais barata é um erro. “É fácil de ver o dinheiro sair do seu bolso agora, mas é mais difícil de entender que você está investindo em si mesmo”, explica Sethi. “E quando você investe em si mesmo, não há limite máximo sobre qual será seu retorno.”
Da Época Negócios.

Translate »