Vidros que não delaminam

Com a entrada em vigor da Portaria 55 – COLOG do Exército Brasileiro em agosto de 2017, como já tratamos em outras matérias, passou a não ser mais permitida a reparação de quaisquer partes de materiais com propriedades balísticas, que são controlados pelo Exército. Desta forma, a única opção para corrigir alguma falha, passou a ser a substituição do item que apresenta algum tipo de inconveniente.

Com essa determinação, a delaminação de um vidro com propriedades balísticas passou a exigir do proprietário do veículo blindado, a substituição da peça delaminada, o que representa um altíssimo custo.

Muitas vezes, após o período da garantia dos vidros, que normalmente varia entre 3 e 5 anos, a substituição de um vidro com maior área, como por exemplo um parabrisa, pode representar a necessidade de dispêndio equivalente à uma parcela considerável do próprio valor venal do veículo blindado.

A delaminação dos vidros blindados, como já abordamos em matérias anteriores, está relacionada ao descolamento entre polímeros, principalmente do Policarbonato que está posicionado na face interna do conjunto chamado pacote balístico.

Alguns fabricantes de vidros blindados oferecem uma tecnologia que se utiliza de polímeros de características diferentes do modelo convencional encontrado no mercado. Esta tecnologia praticamente anula o efeito do descolamento entre as lâminas (delaminação) e consequentemente dispensa a necessidade de futuras substituições.

No entanto, esta tecnologia pode apresentar algumas características ligeiramente diferenciadas daquelas encontradas no tradicional uso do Policarbonato, como citado a seguir:

  • Algum tipo de coloração sutilmente leitosa nos vidros, poderá ser observada.
  • O polímero empregado na face interna, Spallshield, é mais sensível e pode exigir maiores cuidados em seu uso e manutenção.
  • A face interna ainda é mais sensível a deformações causadas por agentes externos, como: dispositivos que utilizam ventosas para fixação, reações provocadas pelo contato com adesivos, ou ainda, maior sensibilidade a arranhões.

Os fabricantes que se utilizam desta tecnologia cujos vidros não delaminam, ou melhor, que apresentam baixíssima probabilidade quanto à delaminação, costumam oferecem garantia com prazo mais extenso quanto à delaminação, normalmente de 10 anos.

Desta forma, quando for blindar o seu veículo, procure explorar as opções disponíveis para os vidros. Esclareça as dúvidas e escolha a melhor opção que se adéque às suas necessidades.

 

Acesse: www.portalblindados.com.br

Translate »