Venda direto da fábrica reduz preço do carro zero em até 30%

CARROS PATIO MONTADORA - BRUNNO COVELLO-7
Caso haja disponibilidade em estoque na fábrica, a entrega do carro zero ocorre em 15 dias.
O momento pode não parecer favorável para adquirir um carro novo, mas empresários, taxistas, produtores rurais e algumas categorias profissionais sempre têm um bom desconto garantido na compra de automóveis. Fechando negócio diretamente com as montadoras, na chamada venda direta, é possível pagar entre 2,5% e 30% a menos no valor do veículo.
Os descontos, assim como outras condições, são estabelecidos pelas montadora e, em geral, variam de acordo com o modelo a ser adquirido e a categoria a ser atendida. Autoescolas, empresas com grandes frotas e locadoras de carros, em geral, recebem valores maiores no desconto.
“Para a Chevrolet, quem tem quatro carros no mesmo CNPJ é considerado frotista e possui uma tabela de desconto melhor”, explica o gerente de Venda Direta da Metrosul, Fábio Nabhan. Para taxistas, a redução de fábrica é somada à isenção de ICMS e IPI garantidas por lei, melhorando ainda mais os preços.
Outros fatores importantes são a produção e o estoque. “Num mês em que haja um estoque maior de Gol, pode ser que esse modelo tenha um desconto maior”, exemplifica o coordenador de frota da concessionária Servopa, Marco Rossi. Segundo ele, em dezembro, o desconto para o modelo Gol 1.0 Trendline era de 19% para empresários, custando em torno de R$ 32 mil.
A negociação especial também é vantagem para as montadoras. Além de representar, até novembro, 28,73% do total de vendas de veículos novos em 2015, o mercado para vendas diretas é considerado ‘certo’. “Mesmo quando cai o mercado na pessoa física, a pessoa jurídica continua a comprar, porque os carros deterioram e as empresas não podem parar”, explica o gerente de vendas diretas da Espaço Motors (Toyota), Jefferson Saito.
Para as concessionárias, que atuam como intermediário entre a fábrica e o cliente, a vantagem é a comissão recebida em cada venda.

Pessoas com necessidades especiais têm isenção de impostos

Pessoas portadoras de deficiência física, visual, mental severa e profunda, ou autistas (ou seus representantes legais) também podem adquirir veículos por meio da venda direta. Por vezes, as montadoras concedem descontos a esse público, mas, em geral, a redução do valor do carro se dá devido à isenção de ICMS e IPI, garantidas pelo decreto estadual 6.080/2012 e pela lei federal 8.989/1995, respectivamente.
Para isso, porém, além de requerer o desconto e possuir a documentação necessária, é preciso escolher um modelo nacional dentro de determinada faixa de preço. “Se o carro passa de R$ 70 mil no showroom, não entra no sistema de isenção”, explica a gerente de vendas da concessionária Prixx, Cláudia Fioravanti. No caso de um Honda modelo FIT LX automático, que custa R$ 63.890 na concessionária, sairia por R$ 48.710,78 com as duas isenções.

Condições

Categorias beneficiadas, descontos e outras condições de negociação são estabelecidas pelas montadoras.

Marca Categorias Desconto
Chevrolet Empresas (com ou sem frota) 5% a 27%
Citroën Empresas (com ou sem frota), produtores rurais, taxistas, jornalistas e diplomatas 4% a 22%
Fiat Empresas (com ou sem frota) e
produtores rurais
*Taxistas
2,5% a 20%
*Isenção de IPI/ICMS + 4% a 21%
Ford Empresas (com ou sem frota), taxistas, produtores rurais e agropecuários
*Funcionários de empresas parceiras
5% a 24%
*4% a 21%
Honda Empresas (sem frota mínima)
Empresas (com frota de 30 carros)
*Taxistas e diplomatas
5%
6,5%
*Em torno de 30%
Hyundai Empresas com frota mínima de 5 carros 6% a 9%
Peugeot Empresas (com ou sem frota), taxistas, diplomatas, produtores rurais e autônomos (apenas carros utilitários) 8% a 20%
Renault Empresas (com ou sem frotas), produtores rurais, taxistas e funcionários da Renault 2% a 16%
Toyota Empresas (com ou sem frota), taxistas, embaixadas e produtores rurais A partir de 7%
Volkswagen Empresas (com ou sem frota), taxistas e produtores rurais 5% a 15%

Categorias

Em geral, estão incluídos entre os beneficiários da venda direta produtores rurais, taxistas e empresários (de micro a grande empreendedores, frotistas ou não), assim como diplomatas e governos. Na Citroën, jornalistas também têm acesso à venda direta, assim como autônomos na Peugeot (válido apenas para utilitários). A Ford concede o benefício a funcionários de empresas parceiras, enquanto a Renault beneficia seus próprios funcionários.

15 dias

É o que demora, em média, para o carro ser faturado para montadora e entregue ao cliente. Caso o veículo não esteja em estoque, o prazo para entrega pode chegar a 60 dias.
Fonte: Gazeta do Povo – Impresso

Translate »