Segundo Roland Berger, Brasil terá aumento de 6% no setor automotivo até 2020

Este conteúdo de divulgação comercial é fornecido pela empresa Dino e não é de responsabilidade de EXAME.com

Em razão da crise, comprar um automóvel novo tem ficado em segundo plano para muitos brasileiros, isso é o que aponta uma pesquisa realizada pela federação dos concessionários, a Fenabrave, detectou uma redução de mais de 20% na aquisição dos veículos zero quilômetro.Entre Janeiro e Junho de 2016, foram vendidos 983.599 veículos. Porém, no mesmo período de 2015, foram adquiridos mais de 1.300.000 carros novos, o que indica que em comparação a 2015, o ano em vigência apresentou uma redução de vendas de 25%.
Em Junho, as vendas de veículos atingiram um o número de 171,7 mil. Quando comparado ao mesmo período do ano anterior, o resultado aponta uma redução de 19% na aquisição de veículos novos.
Desde 2006, o Brasil não enfrentava uma fase negativa, quando foram estagnados 861 mil unidades no primeiro semestre do ano, e em 2007 o volume da época ultrapassou a marca de mais de um milhão de emplacamentos.
Segundo o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpão Jr, é possível notar uma ligeira melhora em índices de confiança que são apresentados tanto pelos investidores quanto pelos consumidores. O recuo esperado pela federação dos concessionários, era de 20%. Contudo, a projeção no geral foi reavaliada e o percentual caiu para 18%.
Apesar dos problemas econômicos do País, o Chevrolet Onix continua como líder em vendas, seguido pelo Hyndai HB20 e também pelo Ford Ka.
Em Junho deste ano, o Onix também ficou em primeiro lugar como o carro mais vendido, pois obteve venda de 11.566 unidades, contra 9.533 do seu adversário o Hyndai HB20. Apesar de estar em terceiro lugar em vendas no ano, o Ford Ka foi apenas o quinto colocado no mês de Junho, pois vendeu somente 5.811 unidades.
Segundo a consultoria Roland Berger, aponta que até 2020, o Brasil crescerá na produção anual de veículos de 6% a 7%. O País passará por uma fase de pulverização da participação das montadoras no mercado, ganhará uma maior diversidade de oferta de veículos.
A pesquisa aponta que em 2020, o Brasil deverá atingir a marca de 215 milhões de habitantes e desse total, 180 milhões terão renda para adquirir um veículo.
Comprar um automóvel seminovo tem sido a melhor opção! As revendedoras já indicam um crescimento de 2,3%. O automóvel 0 KM alongou o valor de 7% nos últimos 12 meses, já os automóveis seminovos que constam em revendedoras, tiveram uma redução do valor de 3,2%.
Cada vez mais o consumidor utiliza da internet para pesquisar ou adquirir seu veículo. Sites como o Comprecar são especialistas em revenda de automóveis seminovos. Segundo dados do mercado, após a compra e utilização do carro, seu valor de compra diminui cerca de 20%. Apostar em pesquisas na internet antes de adquirir um automóvel novo é uma ótima opção para quem busca por avaliações e economia.
Translate »