Reino Unido permitirá carros autônomos em vias públicas em 2015

A indústria automobilística do Reino Unido vai assumir um papel de liderança no desenvolvimento de carros autônomos dentro de seis meses, quando três projetos-piloto financiados pelo governo começarão em todo o país, que irá resultar em protótipos sem motoristas rodando em testes em larga escala pelas cidades.
Vince Cable, Secretário de Negócios do Reino Unido, anunciou nesta quarta-feira (29) um financiamento de 10 milhões de libras a ser dividido entre três propostas, que serão identificados por meio de um processo de licitação administrada pelo Departamento de Negócios, Inovação e Habilidades e o Conselho de Estratégia da Tecnologia.
As propostas devem vir de novos consórcios formados por governos locais, fabricantes de automóveis, fornecedores de tecnologia e empresas associadas, devendo ser apresentado em outubro.
As licitações vencedoras serão selecionadas no próximo ano, permitindo que carros autônomos estejam nas estradas a partir de janeiro de 2015, os projetos-piloto vão durar entre 18 e 36 meses, e incentivam a pesquisa e o desenvolvimento de veículos totalmente autônomos e aqueles supervisionados por condutores.
Ao mesmo tempo, um processo de reforma das leis de trânsito do Reino Unido será realizado para permitir a condução autônoma legal. Isto segue uma alteração do Artigo 8º da Convenção de Viena das Nações Unidas, ocorrida em abril, que abre caminho para a condução autônoma em 72 países ao redor do mundo.
Os carros serão autorizados a funcionar de forma autônoma em vias públicas desde que um motorista seja sempre capaz de tomar o controle do carro.
Da Revista Quatro Rodas.

Translate »