Produção de veículos sobe 22,9% em março, calcula Anfavea

car

De O Estado de São Paulo

A produção de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus no mercado brasileiro subiu 22,9% em março na comparação com fevereiro, mas recuou 7% ante o mesmo mês do ano passado, divulgou a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). No segundo mês do ano, foram produzidos 253.622 veículos no País. Com o resultado, a produção acumula queda de 16,2% no primeiro trimestre ante igual período de 2014.
Considerando apenas automóveis e comerciais leves, a produção em março chegou a 243.462 unidades, alta de 24,4% em relação a fevereiro, porém recuo de 4,6% ante março de 2014. No mês passado, foram produzidos 203.049 automóveis e 40.413 comerciais leves. Com isso, a produção de autos e leves acumula queda de 14,3% no primeiro trimestre frente o mesmo período do ano passado.
A produção de caminhões, por sua vez, caiu 5,3% em março na comparação com fevereiro e recuou 46,7% ante um ano atrás. Ao todo, a produção de caminhões atingiu 7.374 unidades no terceiro mês do ano. Com o resultado, a fabricação de pesados acumula queda de 49,3% em 2015 até março, em relação ao primeiro trimestre do ano passado.
No caso dos ônibus, foram produzidas 2.786 unidades em março, queda de 2,9% na comparação com fevereiro e recuo de 24,7% ante março do ano passado. Com o desempenho do mês passado, a fabricação de ônibus acumula queda de 17,7% em 2015 até agora, na comparação com igual período do ano passado.
Exportação. As exportações em valores de autoveículos e máquinas agrícolas somaram US$ 908,155 milhões em março, alta de 8,2% na comparação com fevereiro, mas recuo de 6,7% ante o mesmo mês do ano passado. Com o resultado, as vendas externas em valores acumulam recuo de 16,8% no primeiro trimestre de 2015.
No terceiro mês deste ano, foram exportados 32.029 unidades de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus exportados, avanço de 2,4% na comparação com fevereiro e alta de 36,8% ante o mesmo mês do ano passado. No ano, as exportações em unidades acumulam alta de 6,3% nos três primeiros meses de 2015 ante igual período de 2014.
Vendas. Com o maior número de dias úteis em março deste ano, as vendas de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus aumentaram 26,2% em março na comparação com fevereiro, mas caíram 2,6% ante o mesmo mês do ano passado, divulgou a Anfavea. Nos 22 dias úteis de março, foram emplacadas 234.631 unidades em todo o País, mais do que os 185.944 licenciados nos 17 dias de fevereiro e do que os 240.808 emplacados durante os 18 dias úteis de março do ano passado. Com o resultado, os licenciamentos acumulam queda de 17% no primeiro trimestre do ano ante igual período de 2014.
Estoque. O estoque total de veículos aumentou de 329 mil em fevereiro para 360,3 mil unidades em março deste ano. Com o crescimento, o estoque total de veículos em março era suficiente para 46 dias de vendas, ante 42 dias no mês anterior. A maior parte do estoque está concentrado nas concessionárias, onde havia 255,8 mil veículos encalhados em março (equivalente a 33 dias de vendas), maior do que as 251 mil unidades estocadas em fevereiro (32 dias). Nas fábricas, o estoque em março era de 104,5 mil veículos (13 dias), bem maior do que as 74 mil unidades que estavam estocadas em fevereiro (10 dias).
Emprego. A indústria automobilística brasileira eliminou 1.466 vagas em março. Após os recentes cortes e programas de demissão voluntária, o setor encerrou o terceiro mês do ano com 140.851 empregados, queda de 1% na comparação com fevereiro e recuo de 9,4% ante o mesmo mês do ano passado. Com o resultado, a indústria automotiva já demitiu 3,6 mil empregados em 2015.
Apenas o segmento de autoveículos registrou retração de 0,8% no número de empregados em março na comparação mensal, ao totalizar 123.017 funcionários. Em relação a março do ano passado, a queda foi de 8,4%. Já o segmento de máquinas agrícolas teve recuos maiores no número de empregados: de 2,3%, em março ante fevereiro e de 16% na variação anual, ao totalizar 17.834 trabalhadores no mês passado.
Fonte: ABLA

Translate »