Número de motoristas flagrados dirigindo bêbados passa dos 600 durante um ano

A cada 15 horas, um motorista é flagrado dirigindo embriagado nas ruas de Franca. Ao longo de 2015, foram lavrados 601 flagrantes de embriaguez ao volante. Os dados são do 15º Batalhão de Polícia Militar.
Segundo a polícia, o número abrange não apenas aqueles motoristas submetidos ao teste do bafômetro e que apresentaram concentração de álcool no sangue, mas também aqueles que se recusaram a fazer o teste e foram submetidos a exames médicos ou apresentavam sinais claros de embriaguez atestados pelos policiais.
O levantamento feito pela PM também mostra um dado preocupante. O número de flagrantes de embriaguez ao volante vem crescendo em Franca. De 2014 para 2015, o aumento ultrapassa os 20%. Em 2014, foram 493 motoristas dirigindo bêbados. Já no ano passado, esse número subiu para 601.
Para o secretário municipal de Segurança e Cidadania, Sérgio Buranelli, responsável pelo setor de Trânsito, o aumento está ligado ao crescimento da frota de veículo e também ao maior número de festas openbar realizadas na cidade. “De fato, houve um aumento sim. Infelizmente mesmo com todo o nosso esforço e da Polícia Militar, ainda é grande o número de motoristas irresponsáveis que arriscam a vida dirigindo embriagados”.
A Polícia não tem um levantamento sobre o perfil do condutor que dirige embriagado, mas uma pesquisa informal no acervo de reportagens do Comércio mostra que a grande maioria é formada por homens com idades entre 30 e 50 anos. “Este tipo de infração de trânsito é gravíssima. Coloca em risco iminente a vida e a integridade física das pessoas”, disse em nota a Polícia Militar.
Parta tentar coibir essa prática, a Polícia aposta no aumento de fiscalização. No ano passado, o número de operações do Programa Direção Segura também aumentou. “Estamos 24 horas por dia no policiamento preventivo, realizando operações voltadas a identificar e punir, na forma da lei, condutores que insistirem em dirigir sob influência de álcool ou qualquer outra substância entorpecente”, diz a nota.
O secretário também acredita que o caminho para combater a embriaguez ao volante é a fiscalização. “Temos que aumentar o número de operações. O trabalho que a Polícia Militar vem desenvolvendo é muito bom, mas ainda não é suficiente para que o motorista tenha medo de ser flagrado e preso se insistir em dirigir sob o efeito do álcool”.
Punições
A lei também é dura com quem é flagrado dirigindo bêbado. De acordo com a Polícia, se o condutor, submetido ao teste de bafômetro, apresentar uma concentração de até 0,33 mg de álcool por litro de ar no sangue, será autuado por embriaguez e receberá multa é de R$ 1.915,40. Terá ainda sua carteira de habilitação recolhida, bem como seu veículo. Já se a concentração for superior a 0,33 mg por litro, o condutor responderá também por crime de trânsito, sendo conduzido à delegacia, onde poderá lhe ser arbitrada fiança. Ele também responderá judicialmente pelo crime cuja pena é de seis meses a três anos, além da suspensão ou proibição do direito de dirigir.
Número de motoristas flagrados dirigindo bêbados passa dos 600 durante um ano

Imagem de arquivo mostra motoristas pasando por blitz realizada pela Polícia Militar durante blitz na avenida Ismael Alonso y Alonso

Fonte: GCN

Translate »