Nova geração de motores a diesel da Ford polui menos

Nova geração de propulsores vai equipar veículos comerciais na Europa

Nova geração de propulsores vai equipar veículos comerciais na Europa

 
 
 
 
 
 
 
A nova geração de motores a diesel da Ford, que por enquanto equipará carros comerciais da montadora no mercado europeu, promete emitir menos poluentes. EcoBlue, como é chamada a linha de propulsores, será estreado na linha de vans Transit e garante ao consumidor melhor desempenho e economia de combustível.
Com potência de 100 a 240 cv, os motores 2.0 litros de quatro cilindros têm um torque 20% maior na comparação com o motor a diesel TDCI 2.2 atual. A novidade também entrega melhor desempenho nas ultrapassagens. Além disso, EcoBlue é mais silencioso.
“O Ford EcoBoost criou um novo padrão em motores a gasolina: menores, mais eficientes e com desempenho surpreendente. A mesma obsessão de inovar está por trás da linha diesel Ford EcoBlue”, diz Jim Farley, presidente da Ford Europa. “Este novo motor aumenta a economia de combustível e reduz as emissões de CO2 em mais de 10%”.
A nova arquitetura reduz o atrito e produz uma queima de combustível mais limpa. O propulsor usa processos sofisticados de pós-tratamento dos gases de exaustão e tem emissões ultrabaixas, dentro do padrão Euro 6 que será introduzido na Europa em setembro de 2016. Comparado ao padrão Euro 5, ele reduz em 55% as emissões de NOx.
O avanço tecnológico inclui o primeiro sistema de alimentação por porta espelhada que otimiza a entrada de ar no motor turbo de baixa inércia feito com materiais de motor de foguete para suportar alta temperatura, além de novo sistema de injeção de combustível de alta pressão, mais eficiente e preciso.
EcoBlue, segundo a Ford, entrega com folga os futuros níveis de emissões na Europa, usando sistema padronizado de redução catalítica seletiva. É instalado na parte de trás do motor para aumentar a eficiência e refrigeração.
O Ford EcoBlue 2.0 será o primeiro motor a diesel para veículos comerciais da Ford a atingir níveis de ruídos, vibrações e asperezas semelhantes aos de veículos de passageiros, melhorando a experiência de direção. Ele reduz à metade o ruído em marcha lenta comparado ao motor 2.2 TDCi diesel. O bloco, cabeçote, cárter e periféricos foram desenvolvidos para reduzir e abafar os ruídos internos do motor.
Futuramente, o motor EcoBlue ganhará versões de 1.5 litro para equipar carros de passeio.
Fonte: Radar Nacional

Translate »