Jovem cria app para aumentar a renda dos profissionais das estradas

caminhao_web-300x204

 
Acompanhar ainda menino a rotina do pai como caminhoneiro, a constante busca por um frete, certamente foi determinante para o desenvolvimento do aplicativo que aproxima os caminhoneiros em busca de carga e as transportadoras com frete disponível. Graças à tecnologia, atualmente 10 mil profissionais autônomos podem hoje buscar uma nova carga de qualquer lugar e a qualquer momento, evitando rodar vazio e, com isso, aumentando a rentabilidade.
 
O aplicativo SontraCargo foi lançado há dois meses e já é usado por mais de 500 transportadoras, que disponibilizam de 500 a 600 cargas por dia. “O aplicativo mudou o relacionamento entre os caminhoneiros e as transportadoras, a figura do agente desaparece quando basta entrar na Internet para encontrar um frete adequado ao seu caminhão, no destino em que precisa”, disse Bruno Moreira, 29 anos, diretor da SontraCargo.
 
O jovem empreendedor trabalhou por mais de 6 anos na empresa familiar de transporte, acompanhando seu pai, José Carlos Moreira, conhecido como Moreira, em viagens pelo Brasil. Depois, se formou em Publicidade e Propaganda e seguiu sua carreira trabalhando em empresas de tecnologia e publicidade. “Mesmo com o falecimento do meu pai e não trabalhando mais com transporte, a paixão por caminhões e pela vida na estrada que eu compartilhava com ele, não foram esquecidas”, comenta Bruno.
 
Após ter passado por empresas como Groupon, iFood e ter co-fundado uma startup de marketing online, Bruno conheceu Federico Vega, CEO da Sontra, que estava chegando ao Brasil e procurava por um profissional para desenvolver a empresa no país. Ele nem poderia imaginar que o universo das estradas voltaria a ser o centro da sua atenção. “Conhecer o Federico e a Sontra foi a oportunidade que eu esperava para unir a tecnologia, comunicação e caminhões em um só trabalho”, revela Bruno.
 
A empresa lançou no final de 2013 o site SontraCargo, um solução para fazer com que fretes e caminhoneiros se encontrem. No começo do ano veio o aplicativo para smartfones e tablets. Na ferramenta, que é gratuita tanto para caminhoneiros quanto para transportadoras, os caminhoneiros se cadastram e podem pesquisar as cargas disponíveis por cidade, na rota ou mais próximas. Pelo celular ou pelo computador, podem ver a origem e o destino, o tipo de carga, a carroceria, se há necessidade de rastreador para aquela operação e o valor a ser pago, pela carga total ou por tonelada, entre outros detalhes. As informações são postadas pelas transportadoras cadastradas.
 
“Não é só um trabalho, é uma missão. Ter a possibilidade hoje de levar informação, tecnologia e melhoria de vida para as pessoas que têm a mesma profissão que meu pai é muito gratificante. Eu e minha equipe comemoramos cada novo frete publicado no site, pois sabemos que isso significa mais um caminhão rodando cheio”, finaliza Bruno. O velho Moreira, com certeza, se orgulharia.
 
Fonte: Portal do Trânsito

Translate »