Cresce participação do turismo de lazer nas locações de automóveis no Brasil

Durante o decorrer de 2015 o dólar comercial atingiu picos acima dos R$ 4, fechando o ano com uma média de R$ 3,39 e provocando a substituição de viagens ao exterior por destinos nacionais. A crise econômica também foi responsável por encolher as feiras de negócios, convenções e grandes reuniões, entre outros eventos de cunho corporativo durante o ano passado.

Com isso, dentro do setor de locação de automóveis, a participação do turismo de lazer superou a demanda por aluguel de veículos para viagens corporativas, conforme pesquisa realizada pela Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis (Abla), com apoio da Lafis Informação de Valor.

Segundo o levantamento, o turismo de lazer chegou a 23% do total de locações de automóveis verificadas em 2015, ultrapassando o chamado turismo corporativo, que atingiu 21%. Na pesquisa anterior, referente a 2014, as viagens de lazer correspondiam a apenas 18% das locações, enquanto o turismo de negócios respondia por 25%.

A apresentação deste e de outros resultados do setor no Brasil ocorrerá no dia 23 de março (quarta-feira) durante café da manhã – a partir das 9h, no Hotel Bourbon (Avenida Ibirapuera, 2927, Moema) e reunirá os mais importantes dirigentes da indústria automobilística, das instituições financeiras, da cadeia produtiva do turismo nacional e de empresas e entidades parceiras do setor.

Além da comparação entre turismo de lazer e de negócios, a associação divulgará o faturamento do setor em 2015, o número de locadoras que atuam no Brasil e a frota total circulante disponível para aluguel em cada estado da Federação. A Abla também revelará o total de impostos pagos pelo setor, os postos de trabalho diretos e indiretos que a atividade ajuda a gerar e a manter e a participação das locadoras no total de automóveis e comerciais leves licenciados em 2015.

Equipe de Redação

Fonte: Brasilturis Jornal

Translate »