Como pequenos negócios podem lucrar com comércio eletrônico

tec

Vender produtos pela internet pode ser um passo importante para micro e pequenas empresas ampliarem ganhos e se consolidadem no mercado. Diante da baixa presença delas na rede (61% não têm site e nem estão em canais de terceiros, segundo pesquisa do Cetic.br de 2011 ), há oportunidades ainda não exploradas.
“Há espaço para ser ocupado. Quem o fizer sai na frente”, afirma Paulo Alvim, gerente de acesso a mercados do Sebrae Nacional. Segundo ele, investir em comércio eletrônico é uma opção quando há vontade e capacidade de atingir novos públicos sem custo fixo alto e pode ser decisivo para a competividade do pequenos negócios.
Porém, nem todas as micro ou pequenas empresas estão prontas para vender pela rede. “Para empreendedores individuais e microempresários, a loja virtual será uma consequência do crescimento, por isso eles precisam estar atentos.” O momento ideal é quando a marca já é sólida e conhecida no mercado, segundo o especialista.
Para o consultor Alberto Valle, da consultoria carioca Curso de E-commerce especializada em treinamentos nas áreas do comércio eletrônico e marketing digital, é essencial que os aspirantes a novos empresários do e-commerce realizem cursos e pesquisas antes de entrarem no negócio. “O comércio eletrônico brasileiro está muito maduro e profissionalizado, por isso é preciso que o empreendedor tenha uma noção exata das ferramentas profissionais para criação e gestão de uma loja virtual já que não há mais espaço para o amadorismo”, afirmou o consultor.
 
Fonte: pedesenvolvimento.com

Translate »