Combustíveis podem aumentar mesmo com petróleo mais barato

Brasília – O ministro da Fazenda, Guido Mantega, deixou em aberto a possibilidade de um reajuste nos combustíveis praticados pela Petrobras neste ano, mesmo com a redução no valor do petróleo no exterior e o fim da defasagem de preços da gasolina no mercado interno.
“Havia defasagem (em relação aos preços no exterior), agora não há defasagem. Agora é em benefício da Petrobras. O preço da gasolina está mais alto, então a Petrobras está ganhando com isso. Mas isso não significa que não haverá aumento, isso é uma decisão da empresa”, afirmou Mantega, que também é presidente do Conselho de Administração da estatal a jornalistas.
Do Exame.com.

Translate »