Nissan suspende contrato de 290 funcionários na fábrica de Resende

A montadora japonesa Nissan suspenderá o contrato de trabalho de 290 funcionários de sua fábrica em Resende, no Rio de Janeiro, por até cinco meses, segundo informações do sindicato dos metalúrgicos do Sul Fluminense.
O “layoff”, como é chamada a suspensão temporária do contrato de trabalho, foi adotado após outras tentativas de ajustar a produção à perda de fôlego da demanda, entre elas a implantação de um “dayoff”, em que os funcionários tiraram folgas acumuladas no banco de horas, e a antecipação de férias coletivas.
A Nissan inaugurou a fábrica de Resende em abril deste ano, após investimentos de R$ 2,6 bilhões. Segundo comunicado divulgado à época, a unidade teria capacidade para produzir 200 mil carros por ano, começando pelo hatch March e, depois, o sedã Versa. Na ocasião, a montadora também informou que empregava 1,8 mil funcionários no país.
A empresa tem outra unidade em parceria com a Renault em São José dos Pinhais, no Paraná.
Por Camilla Veras Mota, do Valor.

Translate »