Honda Civic retoma o design agressivo e evolui em vários aspectos

Freios a disco nas quatro rodas, que têm sempre aro de 17 polegadas

Freios a disco nas quatro rodas, que têm sempre aro de 17 polegadas

HONDA/DIVULGAÇÃO/JC

Segundo a marca, trata-se da maior renovação do modelo – que alcançou sua 10ª geração. O resultado desse trabalho é um automóvel mais espaçoso, seguro, tecnológico e com melhor desempenho.
As pretensões da Honda com o novo Civic eram elevadas. Tanto que a montadora baseou seu desenvolvimento nos patamares que os carros premium europeus alcançam em termos de construção, acabamento e dirigibilidade.
No design externo, o Civic de 10ª geração ficou esportivo como nunca. As linhas arrojadas e “atléticas” produzem uma aparência agressiva e imponente. O novo modelo é mais baixo e largo, com um pequeno balanço frontal.
O interior, completamente reformulado, combina modernidade e sofisticação, ao mesmo tempo em que amplia o conforto. As medidas para ombros, quadris, pernas e joelhos dos ocupantes aumentaram, enquanto a capacidade do porta-malas subiu para 525 litros.
Compostos de alto padrão, macios ao toque, são empregados no painel de instrumentos, laterais de portas, forro de teto e no console central. Além disso, o encaixe das peças mereceu cuidado especial.
O novo Civic chegará ao mercado brasileiro em três diferentes “propostas”, como definiu a Honda: EX e EXL, de perfil mais elegante e focadas no conforto e na tecnologia, para manter os consumidores atuais do modelo; e as inéditas Sport, mais jovial; e Touring, a top da linha, posicionada para enfrentar os rivais do segmento premium.
Nas versões EX, EXL e Sport, a motorização é a conhecida 2.0 i-VTEC FlexOne, que entrega 155 cv de potência a 6.300 rpm e 191,1 Nm a 4.800 giros quando abastecida com etanol. Porém, pela primeira vez, ela vem acoplada à transmissão continuamente variável (CVT). O Civic Sport ainda dá a opção de uma caixa manual de seis marchas.
Inédito no Brasil, o propulsor turbo 1.5 a gasolina, de quatro cilindros, injeção direta e abertura variável de válvulas, equipa a versão Touring. Seus 173 cv a 5.500 rpm e 219,5 Nm de torque entre 1.700 e 5.500 giros são gerenciados por uma nova transmissão continuamente variável, a qual otimiza a potência em toda a faixa de trabalho do motor.
Mais rígida (25%) e leve (menos 22 quilos) do que a anterior, a carroceria do novo Civic adota suspensões totalmente independentes, solução considerada a de maior eficiência dinâmica. Um novo sistema de direção elétrica, com relação variável, proporciona precisão e controle apurados.
Corrigindo uma falha do antecessor, o Civic de 10ª geração vem com controle de estabilidade e tração de série em todas as versões. Também são recursos padrão air bags frontais, laterais e de cortina; assistente de partida em aclives; freio de estacionamento eletrônico; ar-condicionado digital; distribuição eletrônica de torque no eixo dianteiro; câmera de ré; entre outros.
Fabricado na planta de Sumaré (SP) da Honda Automóveis, o novo modelo estará disponível nas concessionárias somente a partir de 25 de agosto. Contudo, a marca já inicia a pré-venda no dia 30 de julho.
Translate »