Ford apresenta nova versão do Mustang Shelby GT350

Um verdadeiro clássico entre os esportivos está de volta. A Ford anunciou o retorno da versão Shelby GT350 do novo Mustang, que estará disponível no mercado americano no primeiro trimestre de 2015. O veículo é equipado com motor V8 5.2 com potência de 500 cv e torque de 55,3 kgfm e câmbio manual de seis marchas.
O modelo faz referência à ideia original do primeiro Shelby GT350 lançado em 1965: um veículo projetado para as pistas, mas que pode ser utilizado no dia a dia nas ruas. As duas clássicas faixas cortam o carro verticalmente e identificam a versão, além do belo emblema da Cobra Naja na grade do motor, tampa do porta-malas e no volante.
A carroceria é exclusiva e o Shelby é dois centímetros mais baixo que o Mustang GT. O capô é de alumínio, mais inclinado e rente ao motor para melhorar a aerodinâmica. As saídas do capô ajudam a reduzir a pressão do ar interna e extrair o calor. Para-lamas foram redesenhados para acomodar bitola mais larga e o escapamento também é exclusivo.
O interior foi pensado para as pistas. Bancos esportivos Recaro, volante com base chata e novos instrumentos no painel. Cromados e acabamentos brilhantes foram eliminados: o foco é na condução esportiva. Há cinco modos de direção em que o motorista pode configurar controles de tração, estabilidade, mapeamento de direção, amortecedores e escapamento. Bancos de couro, sistema de som premium, central multimídia MyFord Touch e ar-condicionado digital dual zone são opcionais vendidos num pacote.
Mecânica para as pistas
O Shelby GT350 foi retrabalhado para ser um veículo de alta perfomance. O motor possui virabrequim plano, arquitetura típica de carros de corrida. Assim, as bielas são ligadas ao virabrequim num ângulo de 180 graus, contra o normal, que é 90 graus. Com isso, a ignição dos cilindros é alternada, reduzindo a sobreposição dos pulsos de pressão de escape. Segundo os engenheiros da Ford, resulta numa melhor respiração do motor e desempenho mais ampliado do V8.
Aliado às melhorias mecânicas, a plataforma do Mustang tem rigidez torcional 28% maior que o modelo anterior. Os amortecedores MagneRide são continuamente ajustáveis com sensores que monitoram o movimento das rodas e modificam cada uma segundo dados do veículo. Para frear a máquina, os discos dianteiros são de 394 milímetros com seis pistões Brembo e os traseiros de 380 milímetros com quatro pistões. As rodas são de alumínio com 19 polegadas.
O preço do Shelby GT350 ainda não foi divulgado. A versão de entradad o Mustang custa a partir de US$ 23.600, com motor V6. A opção abaixo do Shelby é o Mustang GT Premium, com preço sugerido de US$ 36.100 com o V8 de 435 cavalos. O Mustang esteve no Salão do Automóvel de São Paulo e deve chegar ao mercado brasileiro em 2016.
Por Thiago Ventura, do Portal Vrum.

Translate »