Fiat nega rumores de fusão com Volkswagen

O Grupo Volkswagen está considerando a possibilidade de adquirir ou incorporar parcialmente sua concorrente italiana Fiat, segundo informações de fontes próximas ao assunto citadas pela revista alemã “Manager Magazin”.
De acordo com as fontes, o principal acionista da Volkswagen, Ferdinand Piëch, e os controladores da Fiat, a família Elkann e Agnelli já estariam conduzindo várias negociações.
Os acionistas da Fiat estariam pensando em se retirar quase completamente do negócio automotivo, se concentrando apenas na marca de veículos esportivos Ferrari. Enquanto isso, a Volkswagen estaria focada na Chrysler, que foi comprada pela Fiat.
Segundo a publicação, a Volkswagem considera a fusão com a Fiat uma forma de aumentar sua presença no mercado norte-americano, uma vez que a alemã tem enfrentado problemas para comercializar com sucesso seus modelos no país.
As fontes disseram, no entanto, que o acordo ainda enfrenta vários obstáculos, como os preços para a aquisição, que estão muito aquém das expectativas da Fiat, e a resistência do presidente da italiana, Sergio Marchionne, que estaria buscando outras opções.
Mas, a Fiat emitiu um comunicado negando estar em discussões com a Volkswagen sobre uma possível fusão.
Um porta-voz da Volkswagen informou que a maior montadora da Europa está focada na entrega de melhorias em suas operações atuais. “Atualmente não há projetos de fusão e aquisição na agenda”, disse o porta-voz. “Estamos focando em melhorar eficiência no grupo.”
A holding Exor, da família italiana Agnelli, detém 30% de participação na Fiat Chrysler, negou qualquer negociação tenha ocorrido.
Do Monitor Digital.

Translate »