EUA: seguradora quer monitorar comportamento do motorista

Objetivo é oferecer descontos maiores a condutores mais prudentes
A Allstate, segunda maior empresa de seguros dos Estados Unidos, patenteou um sistema chamado “Traffic-based Driving Analysis”. E, de acordo com matéria publicada pelo Chicago Tribune, esse sistema poderá monitorar todo tipo de ação executada pelo motorista quando estiver em seu veículo.
Oficialmente, a proposta da Allstate é verificar quais são os motoristas que adotam as medidas mais seguras ao volante, permitindo que eles tenham descontos maiores ao contratar uma apólice. Para isso, serão utilizados monitores e câmeras capazes de capturar uma porção de atividades.
Será possível, por exemplo, observar quantas pessoas estão no carro, quem está dirigindo (se é o segurado ou outra pessoa), se o motorista usa o telefone ao volante, se come enquanto guia, se carrega algum item que possa causar distração (animais, mochilas, lixo), sua postura ao volante e, possivelmente, o volume do sistema de som e a pulsação do motorista.
A grande polêmica está no fato de a Allstate ter liberdade para vender essas informações a quem estiver interessado. Em outras palavras, seria um mecanismo similar ao utilizado pelo Google para entender quem você é e, a partir disso, passar a exibir conteúdo publicitário personalizado. O problema seria saber se terceiros também poderiam ter acesso a esses dados, de modo a comprometer a segurança do motorista.
Uma segunda etapa desse processo de monitoramento também abrangeria o ambiente ao redor do carro do segurado: outros carros, padrão de tráfego, condições meteorológicas, condições de pista, pedestres, entre outros. Por enquanto, porém, ainda não há estimativa de data para que o Traffic-based Driving Analysis entre em funcionamento.
 
Fonte: Quatro Rodas
Translate »