Entretenimento em quatro rodas

15 DE DEZEMBRO DE 2015 - Apple Car Play chega ao Novo Volvo XC90. BA 20,32 AL 16,15 - TECNO - 21te0101 - NLVL
15 DE DEZEMBRO DE 2015 – Apple Car Play chega ao Novo Volvo XC90. BA 20,32 AL 16,15
– TECNO – 21te0101 – NLVL

Setor automobilístico cria novos opcionais que se integram ao seu smartphone ampliando a diversão e segurança

A tecnologia está se fazendo cada vez mais presente no dia a dia. Em um carro, por exemplo, ela pode ser utilizada para as ações mais complexas como injeção direta de combustível, câmbio automático e motor elétrico, e, até, em um sistema de entretenimento interno.
As centrais multimídia, de fábrica ou instaladas nos veículos, são aparelhos que podem conter vários recursos, como Bluetooth, TV Digital, espelhamento de celular, GPS, DVD, rádio AM / FM, sensor de estacionamento, touchscreen, entrada USB, câmera de ré, comando de voz, Wi-Fi, entre outros. A ferramenta é ideal para aqueles motoristas que querem estar sempre conectados ou prezam por aproveitar ao máximo todo tempo ocioso (ou aquele perdido preso em congestionamentos).
Este é um artigo cada vez mais procurado entre os consumidores. As montadoras já fazem da central multimídia um diferencial na hora da venda dos veículos. A Fiat, por exemplo, teve como uma das principais novidades para a linha 2016, Punto e Linea, o Uconnect, sistema por comando de voz e tela touchscreen que aumenta a conectividade e permite total integração entre o motorista e o veículo equipado.
Novo Nissan Versa, por sua vez, traz o NissanConnect, que permite a conexão com o Facebook e Google Search, comando de voz e sistema caption-to-voice, que lê mensagens. Já o Peugeot 2008 vem com kit habilitado com GPS e, como adicional, câmera de ré, TV Digital e espelhamento de smartphones com sistema operacional iOS (AirPlay) e Android (Mira Cast).
Seguindo esta linha, a Chevrolet lançou o OnStar, sistema de integração que funciona como uma espécie de “concierge”. Quem explica isso é Raffael Pessoa, gerente comercial da Dafonte Veículos. Através da ferramenta, posicionada no retrovisor interno, o condutor pode receber auxílio de um atendente para a descoberta de pontos de interesse, reservas em restaurantes e hotéis, notícias ou informações em tempo real (inclusive turísticas), conexão a serviços de assistência em caso de emergência (falta de combustível, troca de um pneu furado ou pane mecânica) e recuperação de seu veículo, em caso de roubo ou furto. Por enquanto, o sistema está disponível apenas para o Cruze mas, em 2016, deverá estar integrado a quase todas as linhas.
Fator decisivo
Para Paulo Bruno Rodrigues de Souza, sócio gestor de uma empresa de treinamentos, a central multimídia foi o fator decisivo na hora da escolha do seu Corolla XEi 2013/2014. “Queria um carro usado e esse, apesar de não ter o sistema de fábrica, o aparelho havia sido instalado pelo antigo proprietário, o que considerei um bônus”. Atualmente, a linha de 2015 do Corolla XEi já vem com o equipamento instalado de fábrica. Outros modelos da Toyota que possuem o sistema são o Altis e o FW4.
Bruno diz que a ferramenta traz várias vantagens para o condutor, principalmente no que diz respeito à segurança. “A câmera de ré, por exemplo, ajuda não só para estacionar o carro, mas também, se a pessoa estiver sendo seguida, a identificar a placa do veículo perseguidor, que é algo que você não consegue visualizar pelo retrovisor”.
Outras funções citadas pelo gestor como essenciais são as ligações via Bluetooth que, mesmo em trânsito, podem agilizar bastante resoluções mais objetivas de trabalho, e o GPS. “Quando se está perdido, o GPS pode ser um salva-vidas. Porém, se a navegação da empresa estiver desatualizada, ele pode acabar metendo a gente em uma cilada”, afirma Paulo.
After Market
Caso o veículo não tenha o sistema multimídia de fábrica, uma alternativa é equipá-lo com uma central. Daniel Carvalho, diretor da Dcc Automotive, responsável pelo departamento de acessórios para marcas como Toyota, Jeep e Mercedes, explica que o sistema é compatível para qualquer veículo que tenha entrada auxiliar de áudio e vídeo ou algum tipo de sistema multimídia original instalado pós-fábrica.
Daniel fala que uma das vantagens da central after market é a integração dos sistemas do carro com os dispositivos móveis, a exemplo do espelhamento do smartphone para a tela do veículo, o Mirror Link. “Isso é interessante no que diz respeito ao GPS, por exemplo, pois o condutor tem acesso ao serviço de aplicativos como o Waze e Google Maps, que trazem a atualização de navegação em tempo real, mais eficientes do que a das montadoras, que podem demorar dias ou até semanas”.
In Dash
Os sistemas multimídias não são uma tecnologia apenas distribuídas pelas grandes montadorasestrangeiras. No Ceará, o Laboratório de Engenharia de Sistemas de Computação (LESC) da Universidade Federal do Ceará (UFC) foi o responsável pela produção do In Dash, aparelho eletrônico da Quanta Brasil capaz de reproduzir vídeos e músicas, gerar localização via GPS e GPRS e conferir acesso à internet através de 3G e conexão Wi-Fi. O aparelho ainda tem conexão Bluetooth e pode funcionar como TV digital, câmera-ré e leitor de diagnósticos do carro.

Translate »