Carros da Toyota terão frenagem automática para pedestres

colisao_toyota

De Revista Auto Esporte

Dois pacotes poderão equipar modelos da marca a partir de 2015. Tecnologia é similar à adotada pela sueca Volvo desde 2010
 
A Toyota anunciou que seus veículos poderão ser equipados com pacotes de segurança, que incluem detecção e frenagem automática para pedestres, a partir de 2015 no Japão. O sistema é semelhante ao desenvolvido pela pioneira Volvo e utilizado em alguns modelos da marca sueca desde 2010.
 
De acordo com a montadora japonesa, serão 2 pacotes com tecnologias diferentes – um para os carros compactos (Safety Sense C) e outro para os médios e grandes (safety Sense P).
 
Os veículos menores terão sistema de frenagem automática para colisões traseiras, alerta de mudança de faixa e gerenciamento de farol alto sem atuação do motorista.
 
Os sensores do pacote C são formados por câmeras e radares laser, que detectam objetos à frente do veículo e emitem um alerta sonoro e visual em caso de possibilidade de impacto a velocidades relativas entre 10 km/h e 80 km/h – faixa em que ocorrem 80% das batidas traseiras, segundo a Toyota.
 
Se o motorista perceber o perigo e acionar o freio, a eletrônica exerce uma força adicional na frenagem, Mas se ele não reagir, a frenagem é automática, com parada total em velocidades em torno de 30 km/h. Na Volvo, o sistema age apenas abaixo de 35 km/h.
 
As câmeras também são capazes de detectar as faixas pintadas na pista e alertam o motorista se há mudança não intencional.
 
Durante a noite, elas perceberão os faróis no sentido contrário e as lanternas traseiras dos carros à frente, para controlar automaticamente os faróis altos, baixando automaticamente para não atrapalhar outros condutores.
 
A detecção de pedestres estará disponível apenas no pacote mais completo, com funcionamento similiar ao anterior, mas por meio de radar de ondas milimétricas em vez de laser. Ele também oferece controle de cruzeiro adaptativo, que regula a velocidade e freia conforme o fluxo dos veículos, sem ação do motorista.
 
Fonte: Portal do Trânsito

Translate »