Brasil e México: ainda sem conclusão sobre acordo automotivo

auto

De Automotive Business

Terminou sem acordo a reunião entre as delegações de Brasil e México para tratar do acordo automotivo realizada na sexta-feira, 27, na Cidade do México. Em comunicado conjunto divulgado pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) do Brasil e de Economia do México, os governos reforçam seu interesse em concluir as tratativas e informam que “as negociações avançaram e uma nova reunião bilateral está prevista para a segunda semana de março”, sem especificar onde acontecerá.
Esta foi a segunda reunião entre os dois países em menos de uma semana para discutr o Acordo de Complementação Econômica 55 (ACE 55), que estabelece as diretrizes sobre o comércio bilateral. O secretário executivo do MDIC, Ivan Ramalho, encabeçou a delegação brasileira, acompanhado pelo subsecretário geral da América do Sul, Central e Caribe, Antônio Simões, e outros representantes do MDIC, do Ministério da Fazenda, do Ministério das Relações Exteriores e das embaixadas de Brasil e México. A equipe mexicana foi liderada pelo Ministro da Economia, Ildefonso Guajardo Villarreal, além do subsecretário do Comércio Exterior, Francisco de Rosenzweig Mendialdua e equipe.
O acordo que determina cotas de importação de veículos do México para o Brasil sem a cobrança da taxa de importação foi assinado há três anos e tem vigência até 18 de março. A Anfavea, associação das montadoras no Brasil, defende a prorrogação do sistema de cotas por mais 5 anos.
Por sua vez, o México defende a volta do livre comércio entre os dois mercados, uma vez que o sistema de cotas reduziu significativamente as exportações do país.
Fonte: ABLA

Translate »