Bramont fecha fábrica de picapes e jipes em Manaus

bramont

De Valor Econômico

A Bramont, montadora controlada pelo grupo chileno Gildemeister, fechou a fábrica na zona franca de Manaus (AM) onde produzia jipes e picapes da marca indiana Mahindra, além de motos da italiana Benelli.
Em comunicado assinado pela direção da empresa, a Bramont informa que decidiu suspender a produção no dia 2 de fevereiro. O motivo, segundo a montadora, é o “panorama adverso” do mercado automobilístico brasileiro, agravado pela desvalorização do real, que aumenta o custo dos componentes importados pela Bramont para a montagem dos veículos em Manaus.
O sindicato dos metalúrgicos da região informa que na última semana homologou demissões de 30 operários da montadora. A fábrica do grupo que produz tratores agrícolas na cidade de Dois Irmãos, no Rio Grande do Sul, segue, porém, em operação.
A Bramont começou a produzir veículos no polo industrial de Manaus em 2007. A capacidade instalada da linha de automóveis é de 5 mil veículos por ano em um turno de trabalho, segundo informações do site da empresa.
A fábrica, contudo, vinha operando com alta ociosidade. Em todo o ano passado, produziu apenas 66 unidades, entre picapes de cabines simples e dupla, além de jipes, conforme dado do anuário publicado pela Anfavea, a entidade que abriga as montadoras instaladas no país.
Em sua melhor marca, chegou a produzir quase 2 mil unidades em 2013 – ainda assim, um volume que não chega a metade da capacidade de produção. O Valor tentou entrar em contato com executivos da Bramont em busca de mais informações sobre o fechamento da operação, mas não obteve retorno.
Ao lado da linha de montagem de utilitários, a empresa adaptou um galpão para também produzir motos em Manaus. A ideia era fabricar até 150 mil unidades por ano da marca chinesa Keeway, posicionando-a em faixa de preço abaixo da líder Honda com motos de até 150 cilindradas, as mais populares do mercado de duas rodas.
O prédio foi inaugurado em janeiro do ano passado, montando motocicletas Benelli, marca italiana de motos mais potentes detida pela mesma montadora que fabrica a Keeway na China, a QianJiang. O plano da Bramont de produzir a Keeway na fábrica de Manaus e se tornar uma das três maiores montadoras de motos do país ficaram, no entanto, apenas no papel.
Fonte: ABLA

Translate »