BMW supera previsões e lucro cresce 26% no 2º trimestre

Novos modelos e fortes vendas na China ajudaram a BMW a aumentar em 26% seu lucro antes de juros e impostos, para 2,6 bilhões de euros, superando a previsão de 2,23 bilhões de euros apontada em pesquisa da Reuters com analistas. As vendas da montadora subiram 8,3%, para o recorde de 458 mil veículos, à medida que novos modelos como o Série 4 e o compacto Série 2 ajudaram o grupo a aproveitar uma demanda mais forte nos mercados chinês e europeu.
“Essa é uma grande superação e continuamos convencidos de que o mercado está subestimando o poder de lucro da BMW no médio e no longo prazo”, disseram analistas do ISI Group em nota.
A demanda de mercados emergentes ajudou as montadoras de luxo a aguentarem seis anos de queda nas vendas. Contudo, com sinais de desaceleração em alguns destes países e uma recuperação ainda frágil na Europa, as preocupações sobre a demanda futura aumentam. A BMW também enfrenta uma forte concorrência das arquirrivais Audi, parte do grupo Volkswagen e Mercedes-Benz, controlada pela Daimler.
A BMW tem como meta vender 2 milhões de veículos ou mais neste ano, após ter fechado 2013 com o recorde de 1,96 milhão de unidades comercializadas entre as marcas Mini, Rolls Royce e BMW. A companhia também reiterou sua meta de elevar o lucro antes de impostos em até 10% em 2014.
No ano passado, a BMW liderou a corrida global do segmento de luxo com 1,65 milhão de carros vendidos de sua marca principal, superando 1,57 milhão de unidades da Audi e 1,47 milhão de carros da Mercedes.
Da Veja (Com agência Reuters).

Translate »