Audi eleva vendas globais em 4% em janeiro

De Automotive Business

A Audi teve recorde de vendas globais em janeiro ao reportar a entrega de 143,1 mil unidades em todo o mundo representando crescimento de 4% sobre o resultado de igual mês do ano passado, quando a marca vendeu 137,7 mil veículos, informa em comunicado divulgado na quarta-feira, 10.
“Começamos o novo ano em um ritmo bom e entregamos mais carros do que nunca para um mês de janeiro”, disse o membro do conselho de administração e diretor global de vendas e marketing da Audi, Dietmar Voggenreiter. “Nós ganhamos novos clientes nas Américas, Europa e Ásia, o que mostra como equilibrada é nossa estratégia de crescimento”.
O maior destaque em desempenho foi observado na Europa, onde os licenciamentos subiram 6,5% na mesma base de comparação, para 59,9 mil veículos, sendo a Alemanha responsável por 21,8 mil unidades, alta de 10,2%, seguida por Reino Unido, com 11,9 mil e incremento de 2,5%. Na Espanha e Itália houve crescimento de 21,2% e 9,9%, respectivamente, para 4,2 mil unidades em ambos os mercados. No Velho Continente, o Audi Q7 conseguiu duplicar as suas vendas em cada mês desde junho, quando foi lançado naquele mercado.
Nas Américas, a soma dos emplacamentos chegaram a 16,6 mil unidades em janeiro, 2,5% a mais do que o registrado há um ano na região. Seu maior crescimento foi no México, cujas vendas foram 9,8% maiores, para pouco mais de 1,1 carros. Apesar do início de um inverno severo, que abafou o crescimento nos Estados Unidos durante o mês passado, a Audi conseguiu superar o recorde do início de 2015 em 2,7% com a entrega de 11,8 mil veículos, fortificado pelo novo Q7, que chegou às concessionárias dos Estados Unidos neste último janeiro. O Brasil também ganhou destaque no resultado da marca ao consumir pouco mais de 1,3 mil Audi em janeiro, alta de 4% no comparativo anual.
Com 54,4 mil veículos vendidos, a Audi comemora o desempenho na China, onde as vendas cresceram 6,2%, com destaque para o SUV médio Q5: a demanda pelo modelo se elevou em 33,4%, para 11,6 mil unidades.
Fonte: ABLA

Translate »