Nova York – As montadoras de automóveis nos EUA registraram ganhos expressivos em fevereiro, impulsionados por uma enxurrada de promoções no feriado do Dia dos Presidentes, um dia a mais de vendas no calendário e a demanda reprimida no mês de janeiro por causa da forte nevasca, que forçou alguns compradores da costa leste a atrasarem suas compras.

Entre as maiores montadoras, as vendas da Ford subiram 20% em relação ao mesmo mês do ano anterior, para 216.045 veículos, atingindo o maior patamar para o mês em 11 anos.

Os veículos utilitários esportivos e as picapes F-Series registraram o melhor desempenho de fevereiro em uma década.

Por outro lado, as vendas General Motors – a maior fabricante do país – caíram 1,5% no mesmo período de comparação. Ainda assim, o total de veículos vendidos atingiu 227.825.

A empresa destacou a queda de 24% nas entregas aos compradores de frotas, como, por exemplo, empresas de aluguel de carros.

A Fiat Chrysler, por sua vez, registrou aumento de 12%, para 182.879 veículos em fevereiro, elevando os meses de ganhos nas vendas para 71 meses.

Já a Volkswagen, que suspendeu as vendas de carros a diesel por causa do escândalo de emissões de poluentes, relatou declínio de 13% nas vendas para o mês, para 22.321.

No entanto, as vendas do modelo Tiguan subiram 78% e tiveram o melhor desempenho para o mês já registrado.

Os principais fabricantes de automóveis japoneses também registraram ganhos. A Honda informou que as vendas saltaram 13% em relação ao mesmo mês do ano anterior, para 118.985.

Já as vendas da Toyota nos EUA subiram 4,1%, para 187.954 veículos. As vendas da Nissan Motor tiveram aumento de 10,5%, para 130.911.

Os preços dos combustíveis baixos, o crédito fácil e a melhorara do emprego nos EUA têm ajudado a elevar a demanda de carros novos, seguindo seis anos de crescimento ininterrupto e um recorde nas vendas nos EUA em 2015.

As empresas especializadas no setor automotivo Edmunds.com e TrueCar preveem que os fabricantes de automóveis nos EUA irão registrar o seu maior volume de vendas em fevereiro em mais de 15 anos, com a taxa de venda anualizada atingindo ou ultrapassando os 17,5 milhões.

Alguns fabricantes de automóveis ainda não terminaram de divulgar os seus resultados e um panorama de toda a indústria é esperado no fim do dia.

Fonte: Exame.com